Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Eduardo Sasha celebra fase artilheira e espera ficar mais tempo no Santos

Contratado no início da temporada por empréstimo junto ao Internacional, atacante já marcou cinco vezes

Estadão Conteúdo

16 de março de 2018 | 16h06

O artilheiro do Santos em 2018 não estava no clube no ano passado. Contratado no início da temporada por empréstimo junto ao Internacional, Eduardo Sasha já marcou cinco vezes pelo novo time, incluindo duas vezes na importante vitória por 3 a 1 sobre o uruguaio Nacional, quinta-feira, pela Copa Libertadores, e celebrou o bom momento.

+ Confira a tabela da Libertadores

"Fico feliz por estar bem posicionado e saber aproveitar as oportunidades que tenho nas partidas. Tem jogos que tenho poucas oportunidades e finalizo pouco", afirmou Sasha, decisivo para o primeiro triunfo do Santos no torneio continental.

Quando foi anunciado pelo clube da Vila Belmiro, Sasha não chegou a empolgar o torcedor, ainda mais que havia sido discreto na temporada 2017 no Inter, com apenas três gols marcados. Por isso, festejou a volta por cima em 2018, já superando os números do ano anterior.

"Cheguei sabendo que talvez não seria a contratação que muitos gostariam, mas sabia que tinha muito a dar. Sei da minha qualidade e da minha capacidade. Ano passado, não terminei em alta como eu gostaria", disse em entrevista coletiva nesta sexta-feira no CT Rei Pelé.

Diante desse cenário, Sasha já sonha com a possibilidade de seguir por mais tempo no Santos, sendo adquirido após o fim do contrato de empréstimo. "Vim muito motivado para dar o meu melhor e tentar permanecer aqui. Se depender só de mim eu resolveria a situação amanhã mesmo. Mas vou continuar trabalhando forte para quem sabe a gente se acertar de vez", comentou.

Assim como Sasha, o técnico Jair Ventura também chegou ao Santos no início do ano. E o atacante elogiou o comandante, apontando que ele tem responsabilidade direta pelo seu bom momento. "Jair é uma grande pessoa, sabe lidar com os jovens e os experientes. Essa característica dele nos dá muita confiança para entrar dentro de campo e dar o nosso melhor. Ele tem o grupo na mão e isso ajuda bastante. Corremos um pelo outro e por ele também, por ser um grande treinador", concluiu.

Com Sasha no setor ofensivo, o Santos voltará a jogar no próximo domingo, quando vai visitar o Botafogo, em Ribeirão Preto, para o jogo de ida das quartas de final do Campeonato Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.