Efeito suspensivo no STJD paralisa grupo da Série C

Um efeito suspensivo promete agitar a Série C do Campeonato Brasileiro. Na tarde desta terça-feira, o Rio Branco no Superior Tribunal de Justiça Desportiva da CBF (STJD) a paralisação do Grupo E da segunda fase, que conta com Luverdense-MT, América-RN, CRB e Paysandu.

AE, Agência Estado

20 de setembro de 2011 | 18h45

O STJD atendeu a solicitação do clube acreano até que seja julgado o mérito da ação que eliminou o Rio Branco da competição. A data do julgamento do recurso não está definida, mas deve ser marcada em caráter de urgência para evitar danos à competição.

O Rio Branco foi punido por ter recorrido à Justiça comum antes de esgotadas todas as instâncias desportivas, em episódio envolvendo o estádio Arena da Floresta, vetado pela CBF.

Apesar de ter sido punido pelo próprio STJD, o Rio Branco recorreu ao Pleno do Tribunal para tentar reverter a decisão da última semana. Enquanto o novo julgamento não ocorrer, os jogos do grupo estão paralisados e nada acontecerá.

Caso consiga herdar a vaga na Justiça, quem sai da competição é o Luverdense. O clube já estava com tudo pronto para estrear no quadrangular final. O jogo seria no domingo, dentro de casa, contra o América-RN.

O Rio Branco-AC, confiante em sua força política para reverter a decisão judicial, continuou treinando normalmente e viu até o seu treinador, Éverton Goiano, recusar proposta do Vila Nova, que disputa a Série B.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie CCampeonato Brasileiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.