Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Egídio afirma que Palmeiras ainda sabe pouco sobre rival na Libertadores

Time paulista se concentra no Campeonato Paulista antes de pensar no Atlético Tucumán, da Argentina

O Estado de S. Paulo

28 Fevereiro 2017 | 15h54

A oito dias da estreia na Copa Libertadores, o Palmeiras continua envolvido em compromissos do Campeonato Paulista e admite saber pouco sobre o Atlético Tucumán, da Argentina, adversário no dia 8. O lateral-esquerdo Egídio disse nesta terça-feira, na Academia de Futebol, que o elenco recebeu até o momento poucas informações sobre o rival na abertura da fase de grupos da competição.

O Tucumán veio da pré-Libertadores e passou por El Nacional, do Equador, e Junior Barranquilla, da Colômbia, para chegar à etapa atual. "Conversamos bem pouco sobre o Tucumán ainda. Estávamos concentrados no Paulista, vínhamos de derrota no clássico. Sabemos que é um time aguerrido, que vai para cima do adversário, é uma equipe forte. Se não me engano, fizeram dois gols em 15 minutos", afirmou.

O jogo será na quarta-feira da próxima semana na cidade de San Miguel de Tucumán, no norte da Argentina, a cerca de 1,2 mil quilômetros de Buenos Aires. Preocupada com o deslocamento e o tempo de descanso até o jogo, a diretoria palmeirense pediu à Federação Paulista de Futebol (FPF) para antecipar o jogo da próxima rodada do Estadual. A solicitação foi atendida e o time jogará na sexta-feira.

O adversário será o Red Bull, em Campinas. A nova data do jogo, transferido do fim de semana, agradou ao elenco. "O jogo foi antecipado para sexta-feira para termos um tempo a mais para Libertadores. É um jogo importante também, para encaminharmos nossa classificação, e depois pensarmos em chegar bem para jogar na Libertadores", disse o lateral Egídio.

O jogador explicou que por não ter mais jogos nesta semana, o time terá a possibilidade de se aprimorar e escalar contra o Red Bull a mesma formação a ser utilizada na estreia na Libertadores. "O nosso técnico vai ter praticamente todas as peças à disposição. O time vai com força total, já está pegando a cara do Eduardo Baptista também, fazendo bons jogos", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.