Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Egídio é multado por xingar torcedor no desembarque do Palmeiras

Torcedor pediu que o lateral e Róger Guedes "jogassem mais bola"; Egídio xingou e, horas depois, pediu desculpas

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

09 Novembro 2017 | 18h56

O lateral Egídio por advertido e multado pela diretoria do Palmeiras por “comportamento inadequado” no desembarque da delegação nesta quinta-feira após a derrota para o Vitória, em Salvador. Um torcedor acompanhou o lateral ao longo do saguão e disse que deveria jogar mais bola, entre outros comentários. O lateral respondeu com um xingamento e disse “Vai tomar no c...”. Horas depois, pediu desculpas em um vídeo. "Um cidadão veio me xingar. Ali, como ser humano, eu retruquei. Uma situação muito desagradável, me chateou Mas quero deixar bem claro ao torcedor palmeirense: tenho maior respeito por ele. 

+ Valentim admite que Palmeiras briga apenas pela Libertadores

+ Foi nosso pior jogo na era Valentim, diz Moisés após derrota do Palmeiras

O lateral vive uma relação conflituosa com a torcida. O lateral passou a ser criticado com frequência depois de ter perdido o pênalti que resultou na eliminação do Palmeiras da Libertadores. O então técnico Cuca saiu em defesa do jogador afirmando que outros atletas, como Deyverson, não quiseram participar das cobranças. O contrato de Egídio vai até o final do ano, mas a renovação ainda não foi definida.  

A diretoria do Palmeiras montou um forte esquema de segurança para receber os jogadores no Aeroporto de Guarulhos. Ao todo, foram 12 seguranças. Os jogadores chegaram em silêncio, sem conceder entrevistas. Poucos torcedores acompanharam o desembarque. Em seguida, os jogadores se dirigiram à Academia de Futebol. 

Abaixo, a nota oficial do clube:

Em função do ocorrido na chegada da delegação do Palmeiras ao aeroporto internacional de Guarulhos, na tarde desta quinta-feira (09/11), a Diretoria de Futebol da SEP advertiu e multou o atleta Egídio por comportamento inadequado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.