Cruzeiro/Site oficial
Cruzeiro/Site oficial

Egídio minimiza saída de Arrascaeta e diz que Cruzeiro segue com elenco forte

Time celeste vendeu meia uruguaio para o Flamengo por valor recorde

Redação, Estadão Conteúdo

09 de janeiro de 2019 | 20h09

A perda de Arrascaeta, negociado em uma transação milionária com o Flamengo, não vai enfraquecer o Cruzeiro para 2019. Essa é a opinião do lateral-esquerdo Egídio, que exaltou a manutenção de base do elenco que conquistou no ano passado o título da Copa do Brasil, assegurando que a equipe buscará novas conquistas na próxima temporada.

"A expectativa para 2019 é a melhor possível, até pelo fato do campeonato que conquistamos no ano passado. O elenco continua muito forte, estamos dentro de todos os campeonatos e podem ter a certeza de que entraremos com muito mais garra. Nesses primeiros dias de treinamento já dá para perceber que todos estão empenhados", afirmou.

Arrascaeta foi um dos artilheiros do Cruzeiro em 2018, com 15 gols marcados, o que incluiu o que rendeu ao time a sexta conquista da Copa do Brasil. Mas Egídio assegurou que o técnico Mano Menezes saberá lidar com a perda, montando um time competitivo.

"É um grande jogador, uma grande pessoa, todos gostam muito dele aqui. Não digo que o Cruzeiro perde, porque temos um elenco muito forte, com substitutos à altura dele", disse.

Em sua segunda passagem pelo Cruzeiro, Egídio também exaltou a harmonia no elenco como uma das virtudes para o time seguir tendo êxito em 2019. "O clima desde quando cheguei aqui em 2013 é muito bom. É uma leveza junto com os funcionários e é por isso que se faz um time campeão. Quando voltei em 2018 não foi diferente. O grupo está muito unido. Todos se respeitam e trabalham felizes. Na reapresentação vimos a satisfação no olhar de cada um e isso contribui para que tenhamos um bom desempenho em 2019", concluiu.

Para a próxima temporada, o Cruzeiro já se reforçou com o lateral-direito Luis Orejuela e o meio-campista Jadson. O time fará a sua estreia no Campeonato Mineiro contra o Guarani, em Divinópolis, no dia 19.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.