Igor Sales/Cruzeiro
Igor Sales/Cruzeiro

Egídio vê possível vitória sobre o Inter como diferencial na briga pelo título

Equipes se enfrentam no domingo, no Beira-Rio, pela quarta rodada

Redação, Estadão Conteúdo

09 de maio de 2019 | 22h51

O lateral-esquerdo Egídio afirmou, nesta quinta-feira, que uma vitória do Cruzeiro, neste domingo, no Beira-Rio, em Porto Alegre, às 16 horas, diante do Internacional, poderá ser um diferencial para a conquista do título do Campeonato Brasileiro.

"É um dos jogos mais difíceis. Temos que jogar de igual para igual. Lembro que em 2013 e 2014 a gente saía para jogar contra times grandes e a gente os vencia. E isso foi um diferencial para chegarmos aos títulos. Nós fazíamos nosso papel de casa, como foram os últimos dois jogos, e saímos para vencer fora."

Bicampeão brasileiro (2013 e 2014) atuando pelo Cruzeiro, Egídio reconhece a força do adversário gaúcho, especialmente quando atua no Beira-Rio. E apontou o prazer de disputar duelos com grandes rivais.

"O Inter começou a temporada muito bem também. É um time forte, que está entre os considerados que irão brigar este ano por títulos. Jogo entre times grandes é decidido em detalhes. Se estivermos atentos durante os 90 minutos, bem concentrados, fazermos um jogo inteligente, a tendência é não perdermos o jogo. Sabemos que eles em casa são muito fortes, a torcida lá os incentiva, são jogos gostosos de jogar. Time grande adora esses jogos. Será um jogo interessante da rodada.

Egídio aprovou o rodízio adotado pelo técnico Mano Menezes, visando minimizar o desgaste elenco por causa do excesso de jogos. Ele não atuou nas duas rodadas iniciais do Brasileirão, quando teve a sua vaga ocupada por Dodô.

"Por dois jogos, dei uma descansada e voltei um nível acima no preparo físico. Nosso elenco é forte e é possível trocar em diversos setores que a tendência é sempre o time corresponder bem. Sabemos da sequência de jogos, estamos acostumados com o calendário do futebol brasileiro, que é jogar, descansar e jogar de novo."

O Cruzeiro é o sétimo colocado do Brasileirão com seis pontos. O time mineiro soma duas vitórias e uma derrota. Perdeu na estreia para o Flamengo, por 3 a 1, no Maracanã, e depois derrotou o Ceará, por 1 a 0, e o Goiás por 2 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.