REUTERS/Albert Gea
REUTERS/Albert Gea

Eintracht Frankfurt bate Rangers e volta a ganhar a Liga Europa após 42 anos

Goleiro Trapp defende pênalti e Rafael Borré converte cobrança decisiva para garantir título alemão em Sevilha

Redação, Estadão Conteúdo

18 de maio de 2022 | 19h10

O Eintracht Frankfurt voltou a ser campeão da Liga Europa, após 42 anos. O time alemão venceu, nesta quarta-feira, o Rangers, por 5 a 4, no pênaltis, após empate no tempo normal (1 a 1) e na prorrogação. O goleiro Trapp defendeu a cobrança de Ramsey.

O primeiro foi muito bem disputado e equilibrado. O Rangers tentou tocar mais a bola e esperar um espaço para tentar atacar o adversário. Já o Frankfurt foi mais objetivo na busca de concretizar suas jogadas de ataque.

O primeiro lance mais perigoso foi do time alemão, iniciado por Kamada e concretizado por Sow, mas McGregor, bem posicionado, fez defesa tranquila.

O Rangers foi reagir aos 25 minutos, com Aribo, em uma bela virada de pé esquerdo, de fora da área, que passou muito perto da trave direita de Trapp.

O intenso calor enfrentado pelos atletas em Sevilla (acima dos 30 graus) foi amenizado com a parada para hidratação aos 26 minutos. Os jogadores voltaram mais animados e criaram boas chances.

Do lado do Frankfurt, Kostic criou duas boa chances. Uma aos 30 minutos, quando bateu bonito de fora da área e errou por pouco o alvo. Dois minutos mais tarde, o canhoto sérvio arrancou por mais de 75 metros para bater cruzado e com perigo para McGregor.

O Rangers devolveram também com duas investidas. Aos 36, Lundstram cabeceou para defesa de Trapp. Aos 46, Jack arriscou, mas mandou por cima do travessão.

As equipes voltaram agressivas para o segundo tempo e a disputa ficou sensacional. O zagueiro brasileiro Tuta, do Frankfurt, arriscou de longe aos dois minutos. Aos três, foi a vez de Lindstroem. Kent devolveu pelos Rangers, aos nove.

Mas o gol escocês saiu aos 11 minutos. O goleiro Trapp deu um chutão para frente e a Boal voltou rápido. Tuta escorregou e a bola sobrou para Aribo, que bateu colocado para abrir o placar.

Na saída de bola, Lindstroem bateu da entrada da área e a bola explodiu no peito de Bassey, mas os jogadores reclamaram muito um pênalti que não existiu.

A equipe alemã não desistiu. Kamada foi lançada, tocou por cobertura e errou por pouco, aos 21. Mas três minutos depois veio o empate. Kostic cruzou da esquerda, a zaga dos Rangers falhou e o colombiano Borré, oportunista, empatou.

As equipes permaneceram de forma intensa no ataque, mas o setor defensivo foi superior ao ataque e a decisão do título foi para a prorrogação.

Com ótimo preparo físico, as equipes mantiveram o mesmo ritmo mesmo no tempo extra. Aos cinco minutos, Bassey falhou, mas depois se recuperou para evitar a finalização de Borre.

No segundo tempo, com o cansaço tomando conta, Barisic fez Trapp trabalhar, enquanto Hrustic deixou McGregor preocupado. Kent também fez Trapp fazer defesa e Jakic mandou para fora.

Mas o melhor ainda estava por vir. Aos 13, Trapp fez defesa sensacional em chute de Kent. Davis, no rebote, errou por pouco. No último lance, o goleiro do Frankfurt voltou a se destacar, ao defender falta cobrada por Tavernier.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolLiga EuropaEintracht Frankfurt

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.