Eintracht oferece de R$ 10,4 mi por Caio ao Palmeiras

Negócio só depende de aval do técnico Vanderlei Luxemburgo para ser fechado com o time alemão

Juliano Costa, Jornal da Tarde

14 de janeiro de 2008 | 12h59

O Eintracht Frankfurt, nono colocado no Campeonato Alemão, fez no domingo uma proposta formal ao Palmeiras pelo meia Caio, de 4 milhões de euros, cerca de R$ 10,4 milhões. A informação foi publicada pela revista alemã Kicker e confirmada no site oficial do clube. "Realmente, recebemos essa proposta no domingo e estamos analisando", admitiu Genaro Marino, diretor de futebol, ao JT. "Caio é um grande jogador, é titular da equipe e, por isso, precisamos consultar a comissão técnica antes de fechar negócio." Se Vanderlei Luxemburgo der o aval e o Palmeiras aceitar a proposta do Eintracht, o clube ficará com 50% do valor (o equivalente a R$ 5,1 milhões). O restante vai para o Barueri, clube formador e que ainda detém 50% dos direitos econômicos do jogador. Até dezembro passado, Caio estava apenas emprestado ao Palmeiras. Foi quando o clube adquiriu 50% de seus direitos, pagando R$ 1 milhão ao Barueri. Ou seja: vendendo Caio agora, o Palmeiras faturaria mais de R$ 4 milhões em apenas um mês. Além dele, o Palmeiras já tem para a função de meia-armador Valdivia e Deyvid Sacconi, além de Diego Souza, que se apresenta nesta terça-feira e foi contratado do Benfica por um valor pouco abaixo do oferecido pelo Eintracht por Caio - 3,75 milhões de euros. Caio César Alves dos Santos tem 21 anos e nasceu em Mirandópolis (SP). Antes de chegar ao Palmeiras, em janeiro do ano passado, chegou a passar pelo Inter de Porto Alegre, sem sucesso. No clube do Palestra Itália, foi artilheiro do time no Brasileirão com nove gols, dois a mais que Valdivia, apesar de ter sido reserva durante a maior parte do campeonato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.