Ueslei Marcelino/Reuters
Ueslei Marcelino/Reuters

El Hadary comemora recorde e pede desculpa pela campanha ruim do Egito na Copa

Aos 45 anos, goleiro se tornou o jogador mais velho a atuar em um Mundial

Estadão Conteúdo

25 Junho 2018 | 16h34

Jogador mais velho a atuar em uma partida de Copa do Mundo, o goleiro egípcio El Hadary, que conquistou essa marca nesta segunda-feira, na derrota por 2 a 1 para a Arábia Saudita, em Volgogrado, comemorou o feito histórico e pediu desculpas ao povo do Egito pela campanha ruim da equipe na Rússia.

+ Cúper não acredita em aposentadoria de Salah da seleção do Egito: 'São rumores'

+ Atacante festeja 'vitória honrosa' após fazer gol histórico para a Arábia Saudita

El Hadary tem 45 anos e 161 dias e superou o ex-goleiro colombiano Faryd Mondragón, antigo dono do recorde, que havia conseguido a marca aos 43 anos, em jogo da Copa de 2014, no Brasil. O arqueiro egípcio fez questão de dividir a façanha pessoal com os companheiros de time.

"Estou orgulhoso da marca que alcancei e essa conquista é digna do Egito. Eu fiz isso graças à ajuda dos jogadores", disse El Hadary, que quase evitou a derrota para os sauditas. Ele defendeu um pênalti no final do primeiro tempo e praticou outras boas defesas na etapa final, mas viu o adversário marcar o gol da vitória no último lance da partida.

 

"Peço desculpas ao povo do Egito em meu nome e dos meus colegas, após as três derrotas seguidas. Nos tentamos vencer e não tivemos sorte. Isso é futebol", lamentou o goleiro. Os egípcios foram derrotados por Uruguai, Rússia e Arábia Saudita, se despediram do torneio na lanterna do Grupo A e o país continuou sem vencer na história das Copas.

O veterano esteve a serviço da seleção egípcia por mais de duas décadas. Ele estreou com a camisa da seleção do seu país em 1996. Para se ter uma ideia da longevidade do goleiro, um de seus companheiros de equipe na Copa do Mundo da Rússia, o atacante Ramadan Sobhi, só nasceria um ano depois, em 1997.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.