El Nacional demite técnico após vexame na Libertadores

O técnico argentino Jorge Célico pagou o pato pelo vexame do El Nacional, que perdeu em casa por 5 a 0 para o Nacional, do Paraguai, em sua estreia na Libertadores, na última terça-feira. A demissão do treinador foi anunciada na noite de quarta-feira pelo presidente do clube, o general Rodrigo Bohórquez, após uma reunião do conselho de dirigentes. O El Nacional é o clube das Forças Armadas do país."Estou tranquilo, e seguro de que o El Nacional tem um elenco para ser campeão nacional", afirmou Célico, que estava no El Nacional desde 2006 e assumiu o comando da equipe principal no ano passado.O jogo de volta contra o Nacional será na próxima quinta-feira, dia 5, em Assunção, e o El Nacional precisará vencer por pelo menos cinco gols de diferença, desde que marque seis gols, para ficar com a vaga no Grupo 3, que já conta com o argentino River Plate, o uruguaio Nacional e o peruano Universidad San Martin. O auxiliar Juan Carlos Burbano deve ser o técnico interino até lá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.