AP
AP

El Salvador bane 14 atletas do futebol por manipulação

Víctor Turcios e Eliseo Quintanilla, dois dos mais famosos do país, foram suspensos por seis meses

AE-AP, Agência Estado

20 de setembro de 2013 | 16h09

SAN SALVADOR - A Federação Salvadorenha de Futebol (Fesfut) anunciou nesta sexta-feira o banimento de 14 jogadores de futebol por conta de envolvimento em um escândalo de manipulação de resultados. Os atletas foram julgados e não poderão mais atuar profissionalmente pelo resto da vida.

Esses 14 nomes foram investigados em meio a um processo que considerou culpados 22 jogadores, todos acusados de manipulação de resultados pela seleção nacional. De acordo com a Fesfut, o time de El Salvador ajudou a manipular os resultados de quatro partidas: as derrotas para o México, em julho de 2011, pela Copa Ouro, para os Estados Unidos, em fevereiro de 2010, para o time norte-americano DC United, em julho de 2010, e para o Paraguai, em fevereiro do ano passado.

Dos que não foram banidos do esporte, estão nomes como Víctor Turcios e Eliseo Quintanilla, dois dos mais famosos jogadores do país, que foram suspensos por seis meses. Já o atacante Rodolfo Zelaya teve sua investigação prorrogada em 20 dias e segue suspenso preventivamente. Entre os atletas banidos, estão os goleiros Miguel Montes e Dagoberto Portillo e os meias William Osael Romero e Christian Castillo. O zagueiro Carlos Carrillo foi o único jogador que teve sua sanção revogada.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolEl Salvadorescândalo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.