Elano critica técnico e reclama de reserva no City

O meia brasileiro Elano revelou nesta terça-feira que está insatisfeito com sua situação no Manchester City, já que perdeu espaço na equipe dirigida por Mark Hughes e participou de poucas partidas na temporada. "Eu respeito muito o técnico, mas eu não posso ficar feliz se eu não jogo", disse, em entrevista ao Sky Sports. Nesta temporada, o meia jogou apenas os 90 minutos de quatro partidas do Manchester City. Na temporada passada, Elano marcou dez gols pelo Manchester City, que era dirigido pelo sueco Sven-Goran Eriksson. O jogador foi contratado junto ao Shakhtar Donestk no início da temporada 2007/2008 por 12 milhões de euros (R$ 33,2 milhões, na cotação desta terça-feira). "É o direito dele, ele é o técnico. Eu o respeito e vou continuar trabalhando, chegando no horário e cumprindo minhas obrigações no clube, mas eu estou triste por não estar jogando", completou Elano.O Manchester City perdeu as três últimas partidas e caiu para a 13ª colocação, com apenas um ponto a mais do que a primeira equipe na zona de rebaixamento. A pressão sobre o técnico Mark Hughes é grande, mas a direção promete mantê-lo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.