Elano perde pênalti, mas Santos vence e lidera Paulistão

Em um jogo em que as duas equipes perderam pênaltis, o Santos venceu nesta sexta-feira o Noroeste por 2 a 0, pela oitava rodada do Campeonato Paulista, e reassumiu provisoriamente a liderança. Com 18 pontos, o time alvinegro deixa para trás o Palmeiras, que tem 16 e só joga neste sábado contra o Americana, no Pacaembu, podendo reaver a ponta.

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Agência Estado

11 de fevereiro de 2011 | 23h02

Com problemas na armação das jogadas e dando espaços na marcação pelas laterais, o Santos viu o Noroeste ser mais perigoso durante quase todo o jogo. Zé Eduardo abriu o placar logo no início da partida, dando razoável tranquilidade ao time santista. Depois, no início do segundo tempo, as duas equipes perderam pênaltis. Primeiro, Zé Carlos chutou à esquerda do gol. Logo em seguida, Elano bateu por cima do travessão. Felipe Anderson fechou o placar com um lindo chute de fora da área.

O primeiro jogo oficial do ano na Vila Belmiro recebeu bom público, mas o gramado reformado não agradou. Outra novidade da partida, o volante Arouca, que vinha de lesão, ficou em campo apenas por uma hora e pouco apareceu.

O Santos volta a campo na próxima terça-feira, quando enfrenta o Deportivo Táchira, na Venezuela, pela primeira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Pelo Paulistão, o próximo compromisso santista é no domingo, dia 20, contra o Corinthians, no Pacaembu. No mesmo dia, o Noroeste, agora 14.º colocado, visita o São Bernardo, no ABC paulista.

O JOGO - De volta à equipe santista depois de cumprir suspensão automática contra o Santo André, o goleiro Rafael teve que mostrar trabalho logo no começo do jogo desta sexta na Vila Belmiro. Aos 8 minutos, Zé Carlos ajeitou linda bola com o peito para Ricardinho, que ganhou da marcação e chutou cruzado, rasteiro, exigindo elasticidade do camisa 1 santista.

O Santos revidou na sequência e abriu o placar. Diogo fez ótimo lançamento do seu campo de defesa e encontrou Zé Eduardo livre nas costas da zaga. O atacante, que voltava à equipe, agora emprestado pelo Genoa, da Itália, dominou a bola com tranquilidade e tocou rasteiro na saída do goleiro. Este foi o quarto gol dele no torneio.

Mesmo com o Santos tendo mais posse de bola, o Noroeste era mais perigoso porque aproveitava bem os espaços pelas laterais. Aos 26 minutos, após receber um cruzamento quase que da bandeirinha de escanteio, Zé Carlos recebeu na área, matou bonito no peito e chutou firme. Rafael teve reflexo e pegou no canto, fazendo boa defesa.

Sentindo falta de um armador para jogar à frente de Elano e ligar o meio de campo aos três homens de frente, o Santos criava pouco e, muito ofensivo, abria espaços na defesa. Com isso, o Noroeste era quem chegava sempre mais perto de marcar. Parava, porém, na boa atuação de Rafael.

Para corrigir a deficiência, Adilson tirou Keirrison no intervalo e colocou em campo o jovem Felipe Anderson. De cara, não adiantou. Aos 4 minutos, Giovanni entrou na área santista e foi atropelado por Edu Dracena. Zé Carlos, melhor homem em campo no primeiro tempo, foi para cobrança, tentou tirar de Rafael e chutou para fora, à esquerda do gol.

Dois minutos depois, mais um pênalti, agora para o Santos. Marcelinho agarrou Diogo dentro da área. Cobrador oficial mesmo quando Neymar estiver de volta, Elano foi para a batida, pegou mal e mandou por cima do gol.

O Noroeste seguia mandando no jogo, mas foi o Santos quem voltou a marcar. Em um lindo chute da entrada da área, Felipe Anderson acertou o ângulo esquerdo do gol bauruense e definiu o placar.

FICHA TÉCNICA:

Santos 2 x 0 Noroeste

Santos - Rafael; Pará, Edu Dracena, Duval e Léo; Arouca (Adriano), Rodrigo Possebom, Elano e Diogo (Robson); Zé Eduardo e Keirrison (Felipe Anderson). Técnico: Adilson Batista.

Noroeste - André Luis; Matheus, Halisson e Cris; Márcio Gabriel (Gustavo), Julio César (Aleílson), Marcelinho, Ricardinho e Gleidson; Giovani (Hernani) e Zé Carlos. Técnico: Lori Sandri.

Gol - Zé Eduardo, aos 9 minutos do primeiro tempo; Felipe Anderson, aos 25 minutos do segundo tempo.

Cartões Amarelos - Rafael, Diogo e Edu Dracena (Santos); Gleidson e Marcelinho (Noroeste).

Árbitro - Leandro Bizzio Marinho.

Renda - Não disponível.

Público - 10.054 pagantes.

Local - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.