Divulgação
Divulgação

Elano revela desejo de seguir no Santos depois da aposentadoria

Meia também quer prorrogar contrato que vai até o fim do Paulista

Estadão Conteúdo

16 de abril de 2015 | 10h56

Com contrato válido apenas até o fim do Campeonato Paulista, o meia Elano deu um passo importante para convencer a diretoria do Santos a renovar o seu contrato ao marcar o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Londrina, em São José dos Campos, que garantiu a classificação do time para a segunda fase da Copa do Brasil. Muito ligado ao clube, ele revelou que, além de renovar o vínculo, deseja seguir no Santos mesmo após o fim da sua carreira profissional.

"Nós tivemos uma conversa com o Dagoberto (Dagoberto Santos, diretor-executivo do clube), temos alguns projetos, não sei se será possível, sei que a carreira está chegando ao fim. Devo jogar mais um ou dois anos, mas espero seguir no Santos, gostaria de continuar trabalhando no clube", disse.

Sem detalhar os seus planos, Elano deu a entender que gostaria de compor a comissão técnica do Santos no futuro. "Eu tenho vontade de trabalhar no campo, é o que me identifico, acho que posso acrescentar ali. A parte de dirigente, eu acho que não dá", afirmou.

Em sua terceira passagem pelo Santos, Elano conquistou dois títulos do Campeonato Brasileiro, dois do Paulistão e um da Libertadores pelo clube. E ele espera convencer a diretoria a seguir no clube após o fim da sua carreira.

"Sentando, conversando com minha família e passando para o presidente algumas ideias, vamos ver. Minha maior alegria de falar com essa diretoria é que todos são grandes amigos", comentou.

Garantido na segunda fase da Copa do Brasil, o Santos agora terá pela frente o Maringá. No próximo domingo, o time volta a entrar em campo, mas pelo Paulistão, diante do São Paulo, na Vila Belmiro, pelas semifinais.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilSantos FCElano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.