Reuters
Reuters

Elano se desculpa após agredir auxiliar em Bogotá

Grêmio perde do Millonarios e dá adeus à Sul-Americana

AE, Agência Estado

16 de novembro de 2012 | 09h00

BOGOTÁ - Revoltado com a arbitragem do equatoriano Carlos Vera, que marcou um pênalti para o Millonarios nos acréscimos do segundo tempo do jogo no qual o Grêmio caiu por 3 a 1 e acabou eliminado da Copa Sul-Americana, na noite da última quinta-feira, em Bogotá, Elano perdeu a cabeça na confusão que ocorreu após o confronto. No meio do tumulto que se formou após os jogadores gremistas cercarem o trio de árbitros logo depois do apito final, o meio-campista acabou acertando um chute em um dos auxiliares do árbitro.

O auxiliar ficou caído no gramado e o jogador acabou se arrependendo de sua atitude. "Muito triste! Desculpa a todos. Errei", afirmou Elano, por meio de sua página no Twitter, depois de ter se mostrado um dos jogadores mais indignados com a arbitragem de Carlos Vera.

Por causa de sua agressão, Elano corre sério risco de tomar uma punição da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), sendo que o Grêmio já assegurou, no mínimo, a sua classificação para a fase preliminar da Copa Libertadores do próximo ano e o atleta poderá ser suspenso e ficar impedido de atuar no torneio continental.

Os gremistas reclamam que o pênalti de Werley sobre Yhonny Ramírez, aos 46 minutos do segundo tempo, não aconteceu, e ainda apontaram que o juiz deixou de dar um pênalti cometido sobre Marco Antonio, aos 44 da etapa inicial. Rentería marcou o gol que selou a eliminação do Grêmio e a polícia precisou intervir para proteger os árbitros, sendo que até o técnico Vanderlei Luxemburgo se meteu na confusão, mas para tentar acalmar os seus atletas e evitar um conflito ainda maior.

Eliminado da Copa Sul-Americana, o Grêmio voltará a campo neste domingo, quando enfrentará a Portuguesa, às 19h30, no Canindé, pela antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro. O time gaúcho buscará mais uma vitória para se manter na vice-liderança e ficar mais próximo de assegurar a sua vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores de 2013.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.