Elano se despede dos gramados e recebe homenagem do Santos

Meia recebe uma placa das mãos do presidente Modesto Roma Jr.

Estadão Conteúdo

11 de dezembro de 2016 | 23h31

A vitória do Santos por 1 a 0 sobre o América Mineiro, neste domingo, na Vila Belmiro, foi especial para Elano. Afinal, além de ver o seu time assegurar o vice-campeonato brasileiro, o meia entrou em campo pela última pelo clube. Agora ele é um ex-jogador, embora siga vinculado ao time - será um dos auxiliares técnicos de Dorival Júnior a partir da próxima temporada.

Elano entrou durante o segundo tempo do duelo com o América-MG. Depois do jogo, recebeu das mãos do presidente Modesto Roma Júnior uma placa. Agora ele espera corresponder na nova função. "É um momento especial. Espero corresponder e auxiliar da melhor maneira o clube", afirmou.

Após iniciar a sua carreira no Guarani, Elano chegou ao Santos em 2001, conquistando no ano seguinte o título do Campeonato Brasileiro, feito que se repetiria em 2004. Além disso, foi campeão da Copa Libertadores em 2011 e do Campeonato Paulista em 2011, 2012, 2015 e 2016. No total, disputou 321 partidas e marcou 68 gols.

Durante a sua carreira, também teve passagens por Shakhtar Donetsk, Manchester City, Galatasaray, Flamengo, Grêmio e Chennaiyin, da Índia. Além disso, defendeu a seleção brasileira, tendo participado da Copa do Mundo de 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.