Elano vai outra vez para a lateral

Elano nem se importa: vai jogar novamente como lateral-direito na partida contra o Guaraní, nesta quinta-feira, em Assunção, Paraguai, pela Libertadores. "No meio ou na lateral, sempre procuro fazer o melhor para minha equipe e o trabalho vem dando certo porque estamos conseguindo as vitórias", disse o jogador, que é um dos mais importantes do ponto de vista tático, segundo o próprio técnico Emerson Leão. O curinga do time entende que as duas funções são bem diferentes. "Tenho de cuidar mais da marcação", disse ele, lembrando que o treinador dá liberdade para auxiliar o ataque. "Quando jogo no meio, tenho mais oportunidades de chute a gol." Sem ter férias, por conta da disputa do Pré-Olímpico no Chile, Elano não se queixa, mas revela que há um desgaste natural. "Essa questão está sendo conduzida com bom senso, pois estamos disputando duas competições importantes e nosso objetivo é conquistar esses dois títulos." Exemplo disso é o treino de segunda-feira pela manhã, cancelado depois de uma conversa de Leão com os jogadores. "Conversamos e achamos melhor a folga para suportar melhor essa seqüência de jogos decisivos." Elano não gosta de pensar muito nos jogos futuros e prefere se concentrar na partida da vez, no caso contra o Guaraní."Tratamos de um jogo por vez e agora nosso objetivo é vencer o Guaraní para garantir a classificação em primeiro lugar no nosso grupo. Depois, vamos cuidar do São Caetano." Nessa linha, não pensa nos próximos adversários da Libertadores. "O que sei é que todos os adversários que teremos pela frente serão difíceis, mas temos de superar uma coisa de cada vez e agora temos de definir nossa classificação." O Santos tem dois laterais-direitos de ofício, Paulo César e Marco Aurélio. O primeiro está afastado por contusão e o segundo ficou no banco sábado passado contra a União Barbarense e vai ficar novamente nesta quarta. Pelo esquema de Leão, que prefere falar num time de 15 ou mais titulares, esse é um fato normal. "Tenho conversado com o Marco Aurélio para que continue trabalhando para alcançar seus objetivos e suas oportunidades", disse Elano. "Mas é meu trabalho. Quero estar sempre ajudando a equipe, jogando e foi a opção que o professor Leão teve, com respeito a todos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.