Élber usa Copa Toyota como trampolim

O centroavante brasileiro Élber, do Bayern de Munique, tem uma motivação extra para a partida de amanhã contra o Boca Juniors, em Tóquio, na final da Copa Toyota. Em atrito com a CBF pelo fato de não ter atendido à convocação para a seleção brasileira nos dois últimos jogos das eliminatórias da Copa do Mundo, o atacante sonha com uma reviravolta. Acredita que se for bem, poderá, de novo, ser chamado pelo técnico Luiz Felipe Scolari. ?O Scolari certamente vai acompanhar a partida e estará me observando?, disse o brasileiro, na manhã desta segunda-feira na chegada do time alemão a Tóquio. Na entrevista coletiva, aproveitou para mandar um recado ao treinador do Brasil. ?O Japão é um país muito bonito. Esta é a primeira vez que visito Tóquio, mas espero que não seja a última. Meu objetivo é voltar em junho do ano que vem, com a seleção brasileira?, acrescentou. Élber admite que a importância dada à Copa Toyota é diferente na Europa e na América do Sul. Segundo ele, os europeus estão muito mais preocupados com as copas européias e os campeonatos locais, ao passo que os sul-americanos preparam-se meses para o jogo em Tóquio. O atacante brasileiro, no entanto, não pensa assim e diz ter um carinho especial pela competição. ?Em 81 eu vi o Flamengo ser campeão pela TV e me emocionei. Estou muito feliz por estar aqui, agora?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.