Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Eleição confirma donos da Crefisa como membros do Conselho do Palmeiras

José Roberto Lamacchia e Leila Pereira, esta com votação recorde, integrarão o órgão deliberativo até 2021

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

11 Fevereiro 2017 | 20h51

A eleição no Conselho Deliberativo do Palmeiras na noite deste sábado confirmou os empresários José Roberto Lamacchia e Leila Pereira como novos membros do órgão até 2021. Os donos da Crefisa e da Faculdade das Américas (FAM), patrocinadores da equipe, vão participar da vida política do clube pela chapa Palmeiras Forte.

Leila teve 248 votos, a maior da história. Lamacchia, marido de Leila, recebeu 66 votos e também foi eleito. “Vou me envolver politicamente. Não vou ser uma patrocinadora, mas sim uma conselheira lutando pelo bem do Palmeiras”, disse Leila.

A dupla se aliou aos ex-presidentes Mustafá Contursi e Arnaldo Tirone para ampliar a base de apoio no Conselho do Palmeiras e atrair votos. Além disso, investiram na campanha com redes sociais, comitê, jantares e eventos. Os empresários conciliaram as atividades com as ações de patrocínio, como a renovação de contrato por dois anos com o Palmeiras e a contratação de Borja.

O pleito deste sábado empossou 76 novos conselheiros e 15 suplentes para quatro anos de mandato. Apesar do investimento para conquistar a vaga, o casal nega ter a ambição de se candidatar futuramente à presidência do Palmeiras. Caso tenham esse objetivo, os dois teriam de cumprir um segundo mandato como conselheiros.

A participação dos dois na política palmeirense ainda não está livre de questionamentos. Pouco antes de deixar o mandato de presidente, em dezembro, Paulo Nobre apontou irregularidades no registros de Leila como sócia do clube. O ex-dirigente concluiu que a empresária seria sócia-remida há pouco mais de um ano e se valeu de uma matrícula retroativa, de 1996, para atender a exigência de oito anos como associdada para pleitear a vaga no conselho.

O atual presidente, Maurício Galiotte, cancelou a impugnação de Nobre. A atitude selou o rompimento dos dois antigos aliados. A dupla não se fala mais. Galiotte tem bom relacionamento com os empresários da Crefisa e na última quinta-feira, ainda antes da eleição, esteve em um coquetel promovido pelos dois para comemorar a entrega do título de cidadã paulistana para Leila.

Mais conteúdo sobre:
PalmeirasFutebolPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.