Eleição do Santos vai parar na Justiça

O juiz Ramon Mateo Júnior suspendeu, na noite de terça-feira, as eleições presidenciais do Santos, previstas para o dia 6 de dezembro. Ele acatou pedido da Chapa Resgate, que faz oposição no clube, contra a mudança no estatuto que possibilita a reeleição de Marcelo Teixeira.A situação promete entrar nesta quarta-feira com agravo de instrumento no Tribunal de Justiça para suspender a decisão do juiz.Apesar da polêmica, Marcelo Teixeira ainda não confirmou oficialmente se será mesmo candidato à reeleição. Enquanto isso, a oposição já definiu que o empresário Luís Alberto de Oliveira Ribeiro irá disputar a presidência do clube.A indefinição política atrasa o planejamento do Santos para 2004. Ao todo, 10 jogadores ficam sem contrato no final do ano e, junto com o técnico Emerson Leão, esperam a eleição presidencial para definirem seu futuro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.