Kai Pfaffenbach/ Reuters
Kai Pfaffenbach/ Reuters

Elenco do Barcelona sugeriu atraso em salários para ter Neymar de volta, diz Piqué

Atletas apresentaram 'ajuda' para o clube não ter problemas com fair play financeiro

Redação, Estadão Conteúdo

31 de outubro de 2019 | 11h19

Um dos principais líderes do Barcelona, o zagueiro Gerard Piqué revelou nesta quinta-feira que os jogadores sugeriram atrasos em seus próprios salários ao presidente Josep Maria Bartomeu de forma a permitir ao clube contratar o atacante Neymar na última janela de transferências.

O objetivo do grupo era ajustar seus salários para que a eventual contratação do brasileiro, junto ao Paris Saint-Germain, não infringisse o Fair Play Financeiro, cujas regras tentam evitar o maior domínio dos clubes mais ricos nas competições europeias.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
'Nós dissemos para ele: você está indo para uma prisão de ouro'
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Piqué, zagueiro e líder do Barcelona

"Nós dissemos a Bartomeu que, se fosse necessário, poderia atrasar nossos salários nos contratos para se adequar às regras do Fair Play Financeiro e contratar Neymar", declarou o jogador, em entrevista à rádio Cadena Ser. "Estávamos pronto para fazer os ajustes nos contratos. Não iríamos contribuir com dinheiro, mas iríamos tornar mais fácil a situação ao permitir que alguns pagamentos fossem feitos um ou dois anos depois."

 

O Barcelona enfrentou limitações na tentativa de resgatar Neymar porque já havia investido pesado em contratações anteriores, caso do atacante francês Antoine Griezmann (por 120 milhões de euros) e do meia holandês Frenkie de Jong (75 milhões de euros). Além disso, enfrentou a concorrência de outros clubes, como o rival Real Madrid.

Neymar deixou o Barcelona para reforçar o PSG, em uma polêmica transferência, em 2017. Na época, o brasileiro foi criticado por fãs e imprensa por decidir jogar num clube menor, sem a tradição e os títulos do time catalão, por conta dos maiores rendimentos.

Em sua entrevista à rádio espanhola, Piqué disse que deu um recado a Neymar antes da confirmação da transferência. "Nós dissemos a ele: 'Você vai para uma prisão de ouro'. Mas ele tem a porta aberta", declarou o zagueiro. O contrato atual de Neymar com o clube francês vai até 2022.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.