Reproduação / Instagram / Cássio
Reproduação / Instagram / Cássio

Elenco do Corinthians nega fazer greve por salários atrasados

Jogadores postam vídeo e rechaçam a possibilidade que foi comentada pelo ex-atacante Edílson Capetinha. "Somos jogadores de caráter", rebate o goleiro Cássio

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de setembro de 2020 | 17h26

Horas antes da partida contra o Goiás fora de casa, o elenco do Corinthians se reuniu no hotel onde a delegação está concentrada em Goiânia e gravou um vídeo para negar a possibilidade de fazer greve em razão dos salários atrasados. São três meses. O goleiro e capitão Cássio foi o responsável por mandar a mensagem à torcida.

"Fala, Fiel. Estamos aqui, infelizmente, neste momento, enquanto estamos concentrados para um jogo tão importante, para falar de um assunto chato, na verdade uma grande mentira. Estão falando que nós, jogadores, estamos querendo fazer greve por conta de salários atrasados. É uma grande mentira, uma grande falta de respeito com nós, jogadores, e com nossas famílias. Somos jogadores de caráter, honramos a camisa do Corinthians, e a gente não aceita esse tipo de mentira. É uma mentira que só atrapalha o clube. As pessoas que estão falando, no meu ponto de vista, só querem conturbar o ambiente, e isso é uma grande mentira", disse o goleiro, que está no clube desde 2012.

A possibilidade de os jogadores fazerem greve foi comentada pelo ex-atacante do Corinthians Edílson Capetinha, durante participação em programa da TV Bandeirantes. A repercussão motivou o elenco a negar a situação e gravar o vídeo. 

O Corinthians está com três meses de salários atrasados. A diretoria espera quitar parte dessa dívida com os jogadores nos próximos dias, com o recebimento dos R$ 25,7 milhões da venda do lateral-esquerdo Carlos Augusto para o Monza, da Itália. O episódio ocorre um dia depois do aniversário de 110 anos do clube e do evento que batizou o seu estádio em Itaquera, com contrato de R$ 300 milhões por 20 anos.

O elenco do Corinthians está concentrado para o jogo contra o Goiás, nesta quarta-feira, a partir das 19h15, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe soma apenas cinco pontos conquistados na competição nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.