Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Elenco do Corinthians teme nova debandada no Brasileirão

Uendel e Giovanni Augusto torcem para que ninguém saia

O ESTADO DO S.PAULO

13 de maio de 2016 | 07h00

Elias na China. Felipe no Porto. Edilson no Grêmio. O Corinthians corre o risco de sofrer uma nova debandada durante a disputa do Campeonato Brasileiro. O assunto preocupa o técnico Tite e já causa apreensão no elenco. Titulares como o meia Giovanni Augusto e o lateral-esquerdo Uendel torcem para que seus companheiros não sejam negociados na próxima janela de transferências. 

"É o que a gente planta por ter bons jogadores. Sempre vai ter proposta, isso não é de hoje. Mas a gente torce para que todos fiquem e a gente faça um grande Campeonato Brasileiro", afirma Uendel, titular da lateral-esquerda. Segundo ele, o Corinthians, com o elenco atual, tem condições de brigar pelo bicampeonato.

Giovanni Augusto é outro jogador que teme um desmanche. Contratado no início do ano, o meia virou titular com as saídas de Jadson e Renato Augusto, ambos negociados com o futebol chinês. Agora ele briga por posição com Marquinhos Gabriel, outro reforço para a temporada. "Se forem sair, farão muita falta. São jogadores experientes e eu espero que eles fiquem."

A negociação mais avançada é a do zagueiro Felipe. Seu empresário deve encaminhar ao Corinthians uma proposta oficial do Porto até a próxima semana. Já o meia Elias foi sondado pelo Shandong Luneng, time de Mano Menezes na China. Já o lateral-direito Edilson, reserva de Fagner, pode defender o Grêmio.

O Corinthians, que lançou nesta quinta-feira novo uniforme, estreia no Campeonato Brasileiro neste domingo diante do Grêmio em Itaquera. Tite deve promover algumas mudanças na equipe após as eliminações no Paulistão e na Libertadores. Uma possível alteração é a entrada do volante Cristian na vaga de Bruno Henrique.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.