Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Elenco do Palmeiras contraria Sindicato e reforça desejo de jogar contra o Flamengo

Em nota, jogadores dizem confiar nas condições de segurança e pedem para partida de domingo ser mantida

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

24 de setembro de 2020 | 16h28

Os jogadores do Palmeiras divulgaram nesta quinta-feira uma carta para reafirmar o desejo de enfrentar o Flamengo, no domingo, pelo Campeonato Brasileiro, no Allianz Parque. O elenco redigiu o comunicado depois de o Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo (Sapesp) dizer que pretende acionar a Justiça caso a CBF decida por não adiar o jogo. A informação foi publicada pelo Globo Esporte e confirmada pelo Estadão.

No comunicado, que foi assinado pelos jogadores do Palmeiras, o elenco afirma que o Sindicato não foi autorizado a representar o time para se posicionar sobre o tema. Os atletas comentam ainda que confiam nos protocolos de segurança do Campeonato Brasileiro e garantem que pretendem, sim, enfrentar o Flamengo no domingo, apesar do problema sofrido pela equipe carioca.

O time rubro-negro tem 27 casos positivos de covid-19 no clube, dos quais 16 são em jogadores. Os demais envolvem o treinador Domènec Torrent, dirigentes e outros membros da comissão técnica. Por causa disso, o Flamengo solicitou à CBF o adiamento da partida. Já o Palmeiras, por sua vez, é contra essa proposta e quer manter a realização da partida para o próximo domingo.

Os palmeirenses afirmaram na nota que mesmo com a grande quantidade de casos no time adversário, não se sentem inseguros quanto ao risco de um possível contágio. "Entendemos que a testagem prévia à partida garantirá a segurança necessária para sua realização sem maiores intercorrências. Portanto, não sentimos, de maneira alguma, qualquer ameaça à nossa saúde", diz o texto.

Nota dos jogadores do Palmeiras

"Nós, atletas do Palmeiras, acabamos de receber a surpreendente notícia de que o Sindicato dos Atletas de SP teria publicado uma nota oficial em nosso nome, ameaçando a CBF com medidas judiciais para impedir a realização da partida do próximo domingo contra o Flamengo.

Em primeiro lugar, informamos que o Sindicato não obteve nossa autorização para emitir a referida nota e tampouco nos representa para este fim.

Além disso, é importante destacar que confiamos muito nos protocolos, bem como entendemos que a testagem prévia à partida garantirá a segurança necessária para sua realização sem maiores intercorrências. Portanto, não sentimos, de maneira alguma, qualquer ameaça à nossa saúde no contexto da mencionada partida.

Pelo contrário, assim como próprio Flamengo declarou confiar nos protocolos em outras oportunidades para o retorno das competições, também temos essa mesma convicção.

Portanto, desautorizamos expressamente que o Sindicato aja em nosso nome e reiteramos o interesse em jogar a partida deste domingo.

Atenciosamente,

Atletas da Sociedade Esportiva Palmeiras"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.