Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Elenco do Palmeiras estica comemoração do título com festa na Bahia

Jogadores e Felipão viajam ao litoral para participar de casamento do diretor de futebol do clube

O Estado de S. Paulo

08 Dezembro 2018 | 05h00

Os jogadores do Palmeiras vão para uma nova festa para aproveitarem o bom momento pela conquista do Campeonato Brasileiro e o início das férias coletivas. Depois de celebrarem o decacampeonato com dois eventos em São Paulo, grande parte do elenco está reunido em Trancoso, no litoral da Bahia, para o casamento do diretor de futebol do clube, Alexandre Mattos.

Alguns atletas viajaram ao Nordeste no início desta semana e têm publicado fotos nas redes sociais para registrar a passagem pelo local. Felipe Melo, Jailson, Diogo Barbosa, Edu Dracena, Marcos Rocha e o técnico Luiz Felipe Scolari passaram os últimos dias em Trancoso, junto com alguns familiares, e aproveitaram para descansar antes da festa de casamento.

Os palmeirenses têm aproveitado o tempo livre juntos, com passeios e idas à praia com os colegas de clube e familiares. O volante Felipe Melo publicou na rede social dias atrás um vídeo para ressaltar a união do grupo. Com a legenda "o elenco está rachado", o material fazia uma ironia e destacava o bom ambiente alviverde depois do título.

Desde a conquista do decacampeonato, o elenco do Palmeiras teve uma rotina movimentada de comemorações. No domingo da vitória decisiva por 1 a 0 sobre o Vasco, no Rio, os jogadores desfilaram em carro aberto e subiram em um trio elétrico no retorno a São Paulo para festejarem com os torcedores madrugada adentro, na frente da Academia de Futebol.

Nos dias seguintes houve mais festas. O clube promoveu um jantar de gala em São Paulo para as famílias dos atletas e dos membros da comissão técnica. Depois, o Palmeiras encerrou a campanha no Campeonato Brasileiro no domingo, ao bater o Vitória, por 3 a 2, no Allianz Parque. O jogo na arena foi seguido por uma outra festa no local, voltada para os jogadores e seus parentes.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.