Matheus Lima/Cidade Clube/Divulgação
Matheus Lima/Cidade Clube/Divulgação

Elenco experiente e amizade de longa data: os segredos do sucesso do Santo André

Dono da melhor campanha do Paulista se surpreende com o sucesso e diz que contratou jogadores às pressas, a maioria deles corre para arrumar novos contratos

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

03 de março de 2020 | 04h30

A quatro rodadas para o fim da primeira fase do Campeonato Paulista, o time dono da melhor campanha não é nenhum dos grandes do Estado. Muito menos é um clube badalado do interior. Com 79% de aproveitamento, o Santo André passou do status de recém-promovido à elite ao posto de surpresa da competição graças a um acerto do planejamento, no mínimo. A busca por reforços experientes e por jogadores que já se conheciam é um dos segredos do sucesso. A disposição dos atletas para novos contratos também, como disse ao EEC (Estadão Esporte Clube) o atacante Ronaldo, cujo vínculo com o time vai até o fim do Estadual.

O Santo André bateu o São Paulo, empatou com o Corinthians e é líder do grupo do Palmeiras após ter feito às pressas a montagem do elenco. O técnico Paulo Roberto Santos e a diretoria iniciaram em novembro do ano passado o processo de escolha do plantel e a busca por 21 jogadores. O foco recaiu sobre atletas com mais bagagem, tanto é que a média de idade do elenco é de 27 anos. Até agora deu tudo muito certo.

"No nosso planejamento, a ideia era atingirmos o mais rapidamente possível os 12 pontos para se manter na elite sem risco de rebaixamento. Mas as coisas foram além da expectativa. Com seis partidas, nós já tínhamos 15 pontos", contou o treinador ao Estado. "Para nós foi difícil, porque pegamos o clube do zero. Não tinha nenhum jogador remanescente do ano passado. Foi tudo em cima de hora", explicou.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
Um dos pontos fortes do time é que quase todo os jogadores já se conheciam por outros times. Pensamos nisso para que eles tivessem um entrosamento entre si.
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Paulo Roberto Santos, técnico do Santo André

Diante do tempo escasso para se preparar e da dificuldade financeira, o último campeão da divisão de acesso do Estadual definiu a procura por reforços diante de alguns parâmetros. A experiência dos reforços foi um deles, assim como os contratos curtos, válidos somente até o fim do Estadual, e a procura por atletas que já se conheciam de passagens por outras equipes.

"Um dos pontos fortes do time é que quase todo os jogadores já se conheciam por outros times. Pensamos nisso para que eles tivessem um entrosamento entre si. Pensamos nisso porque iniciamos o trabalho de última hora. Foi a solução. Só comigo, pelo menos metade deles já trabalhou antes. Isso torna o clima de trabalho mais leve e contribui para o grupo se tornar uma família", afirmou o treinador.

Quem concorda com o técnico é o atacante e artilheiro da equipe, Ronaldo. O autor de cinco gols neste Paulistão encontrou no Santo André cinco ex-colegas do passado. "Muitos jogadores já conheciam e aí isso ajuda no entrosamento e a conhecer melhor cada um. A equipe é experiente e tem conseguido fazer bons jogos no Campeonato Paulista", disse o goleador, autor do gol no empate diante do Corinthians em Itaquera.

Ronaldo e vários outros atletas do elenco chegaram ao clube com contrato válido somente até o fim do torneio. Muitos deles apostam nas boas atuações pelo Paulista para conseguir oportunidade em outras equipes no restante do ano. "O Paulista é uma grande vitrine. Muitos times de fora vêm assistir. A visibilidade é sensacional. Sabemos que se a gente fizesse um bom trabalho, poderia se destacar", comentou Ronaldo.

Com 19 pontos conquistados em 24 possíveis, o Santo André agora já pensa em garantir a classificação para a próxima fase e, quem sabe, surpreender outro grande. Depois de bater o São Paulo em casa e empatar por 1 a 1 com o Corinthians como visitante, o próximo sonho deve ser o provável encontro com o Palmeiras nas quartas de final. Para Ronaldo, seria o jogo mais duro do torneio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.