Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Elenco são-paulino está 'mordido', diz Ricardo Oliveira

'Time grande quando perde não pode ficar feliz, com seus jogadores dando risada', afirma o atacante

DANIEL BATISTA, Jornal da Tarde

29 de julho de 2010 | 22h08

Os jogadores do São Paulo não esconderam o abatimento no dia seguinte à derrota para o Internacional no primeiro jogo da semifinal da Copa Libertadores. O atacante Ricardo Oliveira, que fez sua reestreia no time na noite de quarta-feira, afirmou que o grupo ficou "mordido" por causa da fraca atuação no Beira-Rio.

 

Veja também:

linkJuvenal Juvêncio não acredita na vaga e já pensa em Dunga

"Time grande quando perde não pode ficar feliz, com seus jogadores dando risada. O que eu vi foi que o time sentiu o baque. Fiquei feliz ao ver que o elenco realmente ficou ''mordido'' e não teve quem conseguisse sorrir depois do jogo", revelou.

Depois da decepção, Ricardo Oliveira prometeu que o time do São Paulo mostrará uma nova postura já no jogo deste sábado, contra o Ceará, no Morumbi. "Esse jogo contra o Ceará mostrará como vamos atuar contra o Inter", avisou o atacante, que soma duas decepções na Copa Libertadores.

Na primeira, foi vice-campeão em 2003 quando defendia o Santos. Três anos depois ficou novamente com o segundo lugar, com a camisa do São Paulo, na final disputada justamente contra o Internacional. "Sou fascinado pela Libertadores. Tenho certeza de que vamos dar uma resposta na quinta-feira. Minha cabeça pensa positivo e quero ser campeão. Bati na trave duas vezes".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.