Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Elias diz que videogame inspirou gol do Corinthians

Jogada que resultou no gol de Chicão e que foi elogiada por Luxemburgo nasceu de um jogo virtual

Alex Sabino, Jornal da Tarde

03 de setembro de 2009 | 20h29

Cobrança de falta ensaiada. Jorge Henrique rola a bola para Elias, que lança para Balbuena. O zagueiro escora de cabeça para Chicão completar e definir a virada do Corinthians sobre o Santos, na quarta-feira.

 

Veja também:

linkMarcelo Mattos diz que não faltará garra e dedicação

linkTime tem folga de duas semanas após a vitória

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

A jogada, que chegou a ser elogiada pelo técnico rival, Vanderlei Luxemburgo, nasceu em uma partida de videogame, disputada por Elias e Jorge Henrique na concentração da equipe. "Eu e o Jorge combinamos quando estávamos jogando videogame. Veio a ideia", explica o volante.

Até o técnico Mano Menezes admitiu a surpresa com a jogada. "A gente ensaiou alguns lances durante a semana. Mas essa aí não foi. Deve ter sido combinada no quarto do hotel", brincou o técnico.

Antes do clássico, Mano teve uma semana para preparar a equipe para o clássico. Ensaiou faltas e escanteios. No entanto, foi na improvisação que o Corinthians surpreendeu e derrotou o rival por 2 a 1 nos minutos finais da partida. "Foi uma jogada maravilhosa. Deixou toda a nossa defesa parada, sem ter o que fazer", elogiou Luxemburgo.

O zagueiro Fabão reconheceu o lance inesperado e admitiu a falha da defesa santista. "Foi um vacilo que não poderia ter acontecido. Eles ficaram com dois jogadores sozinhos dentro da nossa área. Naquele momento do jogo, foi um erro fatal".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.