JF Diorio/ Estadão
JF Diorio/ Estadão

Elias festeja seleção, mas lamenta ausência em 3 jogos do Brasileiro

Volante não pega Fluminense, Grêmio e Palmeiras, em setembro

RAPHAEL RAMOS, Estadão Conteúdo

13 Agosto 2015 | 18h10

Elias comemorou nesta quinta-feira a convocação para a seleção brasileira para os amistosos contra Costa Rica e Estados Unidos, nos dias 5 e 8 de setembro, respectivamente, mas lamentou a ausência em três jogos importantes do segundo turno do Campeonato Brasileiro. O volante cobrou da CBF mudanças no calendário e teme até que os clubes comecem a boicotar a seleção.

"Temos de repensar isso. Vai chegar uma hora em que a torcida e os clubes vão ficar saturados e pode começar um boicote. Queremos defender o nosso país, a seleção brasileira é uma forma de reconhecimento, mas o pessoal que organiza o campeonato tem de repensar para que os clubes não saiam no prejuízo".

Por causa da seleção, Elias não vai enfrentar Fluminense, no dia 2 de setembro, Palmeiras, dia 6, e Grêmio, dia 9. O volante retornará à equipe contra o Joinville, no dia 13. "O trabalho feito aqui é sempre muito bom, mas ainda temos de conviver com isso. Nós que queremos tanto que nosso futebol seja parecido com o europeu, tínhamos de começar daí, para não prejudicar as equipes que precisam de força máxima", criticou.

Um dos melhores jogadores do Brasileirão principalmente por aparecer muito bem no ataque, o volante não costuma ter o mesmo rendimento na seleção por atuar mais recuado no time nacional. Elias, no entanto, não pretende pedir ao técnico Dunga para atuar mais próximos dos meias nos amistosos contra Costa Rica e Estados Unidos.

"Às vezes, não vou aparecer tanto, mas vou ajudar o time. Se for para jogar mais atrás, não vou aparecer, mas vou ajudar a seleção", disse o atleta corintiano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.