Elias minimiza empate do Corinthians: 'Ruim está para o Grêmio'

Volante não vê resultado em Montevidéu como negativo

Estadão Conteúdo

28 de abril de 2016 | 12h19

O empate por 0 a 0 no Uruguai com o Nacional força o Corinthians a superar o adversário no jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores, mas a preocupação com as dificuldades que o time terá para vencer o duelo da próxima quarta-feira no Itaquerão irritou Elias. Questionado sobre a situação do time, o meio-campista garantiu que o resultado obtido no Parque Central foi bom.

"Pô, preocupa? Em situação ruim está o Grêmio, que perdeu em casa por 1 a 0 e agora vai ter que ir lá (em Rosário) resolver. É um bom resultado, gente. Acho que vocês estão muito preocupados com a gente e esquecendo que outras equipes dariam de tudo para ter empatado um jogo fora por 0 a 0", afirmou Elias, em entrevista ao SporTV, durante o desembarque do elenco corintiano após o jogo no Uruguai.

Elias fez referência ao Grêmio porque o time gaúcho ficou em situação complicada na Libertadores após perder por 1 a 0 para o Rosario Central no seu estádio, na noite de quarta-feira, o que obriga o time gaúcho a reverter a vantagem do adversário na Argentina.

A preocupação pela igualdade sem gols se dá mais pelo retrospecto recente ruim do time em confrontos eliminatórios no Itaquerão, como nas semifinais do Campeonato Paulista, no último fim de semana, quando o time perdeu para o Audax nos pênaltis após empate por 2 a 2.

O goleiro Cássio garantiu, porém, que o Corinthians não entrará em campo pressionado pela obrigação de vitória, pois qualquer placar dará a classificação ao time às quartas de final, o que não ocorreria caso o time tivesse sido derrotado.

"Importante é não perder fora de casa, é difícil jogar lá. Melhor que ter empatado em 0 a 0 seria ter empatado com gols, mas a equipe não tomou. Libertadores é difícil fora de casa. Felizmente fizemos um bom resultado, porque se perdêssemos iríamos jogar com muita pressão em casa", afirmou.

Já o atacante Lucca reconheceu que o time praticamente não produziu no setor ofensivo no Uruguai, mas destacou que em casa a postura do Corinthians será outra. "Não tivemos chance, mas a pegada foi muito boa, tivemos disciplina tática. Foi um grande resultado. Agora vamos decidir em casa", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.