Bruno Cantini|Atlético-MG
Bruno Cantini|Atlético-MG

Elias treina, é apresentado e elogia o Atlético-MG: 'Muita gente de qualidade'

Volante chega com a missão de ajudar o clube na Libertadores

Estadao Conteudo

02 Fevereiro 2017 | 20h46

O Atlético-MG caiu para o Cruzeiro no clássico de quarta-feira pela Copa da Primeira Liga, mas já nesta quinta as atenções estavam todas voltadas para Elias. Principal reforço contratado para esta temporada, o volante realizou seu primeiro treino com a camisa alvinegra e foi apresentado oficialmente na sequência. Em suas declarações iniciais pelo novo clube, ele fez questão de elogiar a qualidade do elenco, da comissão técnica e da estrutura atleticana.

"Desde que saí do País, sempre acompanhei o Brasileirão, com alguns times se destacando, que era o caso do Atlético-MG. Sabia que o elenco era muito bom, pelo fato de ter um grande amigo pessoal aqui, o Fábio Santos, que me falou muito bem do clube. O presidente foi lá, conversou comigo, falou sobre o projeto e eu abracei, falei para ele que queria vir, que era muita gente de qualidade de um lado só e que teria tudo pra dar certo. Fico feliz pela escolha do Atlético-MG, e o Atlético-MG também está feliz com a minha escolha", comentou.

Elias foi anunciado oficialmente na sexta-feira passada, após uma demorada negociação do Atlético-MG com o Sporting, e assinou contrato por três temporadas. Desde que ficou sabendo do interesse atleticano, no entanto, o jogador deixou claro seu desejo de voltar ao País, e o projeto apresentado a ele pelo presidente Daniel Nepomuceno foi fundamental para esta escolha.

"É um prazer enorme vestir essa camisa vitoriosa. Agradeço a Deus pela oportunidade de jogar em um clube de massa e aos sócios-torcedores, pois sem eles seria impossível a minha contratação. Desde já convido os torcedores a comprar ingressos para os jogos da Libertadores. Agradeço também o esforço do presidente e do (Eduardo) Maluf, que trabalharam muito para que eu pudesse vir a agregar a esse projeto tão ambicioso que é o de 2017", comentou.

Como era de se esperar, Elias chega com a incumbência de ajudar o Atlético-MG na briga pelo bicampeonato da Libertadores. O jogador foi contratado para a posição mais carente do elenco, após as saídas de Leandro Donizete e Júnior Urso e a lesão de Lucas Cândido, e foi recebido com status digno de um grande nome, mas descartou ter o poder de definir o futuro do clube no torneio sul-americano.

"Venho para ajudar, mas dentro das minhas características. Espero que eu possa aproveitar a oportunidade e mostrar meu futebol, dentro das minhas características, para ajudar o Atlético-MG a conseguir as vitórias e, consequentemente, as conquistas", avaliou. "Obsessão eu não digo, porque acaba atrapalhando, mas todo mundo tem objetivos na carreira. Praticamente, já ganhei quase tudo no cenário nacional e falta essa Libertadores para que eu possa completar esse ciclo de conquistas. E o Atlético-MG me deu essa oportunidade de disputar a Libertadores, com um elenco muito forte e um treinador capaz."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.