Elias vê 'acidente de percurso' em derrota para a Ponte

Segundo o volante, tropeço em Campinas deveu-se à expulsão do zagueiro paraguaio Balbuena

O Estado de S.Paulo

27 de agosto de 2016 | 18h34

A derrota para a Ponte Preta, por 2 a 0, na tarde deste sábado, deve ser encarada com o um acidente de percurso. Pelo menos é o que afirma o volante Elias. Segundo o jogador, não faltou empenho e vontade à equipe comandada pelo técnico Cristóvão Borges, em Campinas, e a expulsão do zagueiro Balbuena, aos 18 minutos do primeiro tempo, comprometeu todo o esquema armador pela equipe da capital.

"É dificil analisar (o resultado). Tivemos um jogador expulso desde os 17 minutos. Ao nosos ver, erradamente. Não tem como analisar. Muda totalmente o jogo. Tava 0 a 0 (11 contra 11) e depois, com um a menos, 2 a 0. A gente não quer perder. Não falta vontade, não falta nada. Foi um acidente de percurso. Jogar aqui (em Campinas) é dificl Ainda mais com um a menos", afirma o camisa 7. "Não tem como analisar com um a menos. Muda a forma de jogar. Mesmo assim, conseguimos segurar uns 15 minutos antes de tomar gol. Agora, é levantar a cabeça. É um campeonato difícil. Vamos continuar trabalhando", acrescenta Elias.

Um dos destaques do jogo, o meia-atacante Clayson, autor de um golaço, o segundo da partida, exalta o grande resultado e enaltece a força de atuar no Moisés Lucarelli.

"Vi o zagueiro (Pedro Henrique) e cortei. Fui feliz na finalização e fico ainda mais pelo gol. A Ponte vem sendo forte aqui (no Moisés Lucarelli). Depoius da expulsão também (ficou mais fácil). Pudemos colocar nosso ritmo, mandamos na partida. Mostramos nosso valor aqui dentro, como estamos fazendo. Tem que ser assim", afirma Clayson.

O Corinthians volta a campo apenas no dia 8 de setembro, contra o Sport, às 19h30, na Arena. Já a Ponte Preta encara o Flamengo, no dia 7, às 21h45, em Cariacica, no Espírito Santo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.