Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Alex Silva|Estadão
Alex Silva|Estadão

Eliminação no Paulista ajuda Palmeiras a focar apenas na Libertadores

Equipe tem calendário com menos compromissos e jogará somente duas vezes nas duas próximas semanas

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

24 de abril de 2017 | 07h00

A eliminação do Palmeiras na semifinal do Campeonato Paulista representa uma decepção e ao mesmo tempo uma rara oportunidade para o elenco. Pelas duas próximas semanas o time terá a chance de ter uma agenda menos apertada e poder se dedicar exclusivamente à Copa Libertadores. Serão dois jogos fora de casa pela competição, contra o Peñarol, no Uruguai, e o Jorge Wilstermann, na Bolívia.

"Tem que mudar a chave. Temos uma competição importante. É igual o que diz a torcida: Libertadores é obsessão", disse o volante Felipe Melo depois da partida de sábado. O Palmeiras ganhou por 1 a 0 da Ponte Preta, mas acabou eliminado na semifinal do Paulista por ter perdido o confronto de ida, em Campinas, por 3 a 0.

Logo após a partida, ainda no vestiário, os jogadores falaram sobre o quanto a atuação no Allianz Parque, mesmo com a eliminação, representa um modelo a ser aplicado para as partidas da Libertadores. "Os jogadores quiseram falar, se pronunciar. Eu no final só agradeci pelo empenho tático e físico que tiveram. Meu pedido na preleção foi este e todos acataram fielmente", afirmou o treinador Eduardo Baptista.

Nas próximas duas semanas serão somente dois jogos para o Palmeiras, ambos fora de casa. Os adversários serão, respectivamente, Peñarol e Jorge Wilstermann, times que só foram batidos no Allianz Parque com gols nos acréscimos, aos 50 e aos 54 minutos da etapa final. O próximo compromisso será em Montevidéu, nesta quarta, seguido pelo jogo na Bolívia, na cidade de Cochabamba.

O Palmeiras viaja nesta segunda-feira para a capital uruguaia e treina na terça já no local do jogo, o estádio Campeón del Siglo. "Vamos reavaliar o desgaste do elenco antes de definir a escalação", explicou Baptista, que pela primeira vez nesta temporada terá um calendário de jogos menos apertado e, assim, mais tempo para treinar.

Fora estes dois compromissos pela competição continental, o time só terá partidas em casa a partir da primeira rodada do Campeonato Brasileiro, quando recebe o Vasco, no Allianz Parque. Dias depois, também na arena palmeirense, a equipe vai estrear pela Copa do Brasil contra o Inter, pelo jogo de ida das oitavas de final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.