Eliminatórias 2005 prometem emoções

A Argentina terminou 2004 em primeiro lugar nas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2006. Aproveitou o tropeço do Brasil, em Quito, quando o time do técnico Carlos Alberto Parreira perdeu para o Equador por 1 a 0, no dia 17 de novembro. A derrota custou a invencibilidade e a liderança da Seleção Brasileira no torneio seletivo.As Eliminatórias prometem bons lances em 2005 entre as seleções intermediárias. Brasil e Argentina caminham juntas rumo à classificação para o Mundial da Alemanha. A Argentina, com 22 pontos, está a seis pontos dos terceiros colocados, Equador e Paraguai, ambos com 16. O Brasil, com 20 - vantagem de quatro pontos em relação aos terceiros colocados.Equador e Paraguai, no entanto, não podem bobear. Há muito equilíbrio entre as seleções nas posições intermediárias. Uruguai, com 14, e Colômbia, Peru, Chile e Venezuela, com 13, só esperam um tropeço para encostar na briga por uma vaga.Faltam agora sete rodadas para definir os quatro classificados. Carlos Alberto Parreira quer assegurar uma boa vantagem logo nas primeiras rodadas de 2005 - as Eliminatórias recomeçam dias 26 e 27 de abril - principalmente porque elegeu três partidas de risco.A primeira era contra o Equador, em Quito, devido à altitude. E o Brasil perdeu por 1 a 0, em novembro. As outras duas serão contra a Argentina, em Buenos Aires, pela 15ª rodada (dias 7 ou 8 de junho) e contra a Bolívia, em La Paz, pela 17ª rodada (dias 8 ou 9 de outubro). Os argentinos, pela tradição e rivalidade, e os bolivianos, pela altitude de 3.600 metros de La Paz.Confederações - O Brasil também disputará a Copa das Confederações, em 2005. A Fifa, enfim, achou uma utilidade para o torneio, realizado a cada dois anos. Nas edições que antecedem o Mundial, servirá como prévia para conhecer os estádios e serviços (telecomunicações, transportes etc), que serão utilizados durante a Copa no ano seguinte. Em 2005, a Alemanha receberá o torneio com jogos em Frankfurt, Leipzig, Colônia, Hannover e Nuremberg, todas sedes do Mundial de 2006.A Copa das Confederações reúne oito seleções: Brasil (atual campeão mundial) e Argentina (vice da Copa América); Alemanha (sede); Grécia (campeã da Eurocopa); México, Austrália, Tunísia e Japão, como campeões da Concacaf, Oceania, África e Ásia, respectivamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.