Eliminatórias: Paraguai e Uruguai fazem o clássico da rodada

Paraguaios tentam se recuperar depois do empate sem gols na estréia; Celeste que manter bom momento

EFE

16 de outubro de 2007 | 18h34

Após estrear nas Eliminatórias Sul-americanas com um empate em 0 a 0 diante do Peru em Lima, o Paraguai recebe nesta quarta-feira o Uruguai, no Estádio Defensores de Chaco, em Assunção, em busca de sua primeira vitória. Veja também: Classificação  Calendário / Resultados  Bolívia e Colômbia só pensam na vitória, pelas Eliminatórias Argentina e Venezuela duelam pela 2.ª vitória nas Eliminatórias Chile recebe seleção do Peru em busca da primeira vitória Os paraguaios deixaram a capital peruana indignados por terem criado tantas chances de gol e não conseguirem converter nenhuma. Porém, a atuação convenceu o argentino Gerardo Martino, técnico da seleção, que já adiantou que a equipe será a mesma.   A única dúvida é o atacante Nelson Váldez, do Borussia Dortmund. O jogador chegou com uma lesão na clavícula esquerda e foi confirmado de última hora no empate com os peruanos. Agora, o mesmo deve acontecer para o jogo de amanhã.   Váldez não participou do treino de segunda e foi substituído por Oscar Cardozo, que atua no Benfica e já havia entrado no lugar do jogador durante a partida em Lima. Outras opções são Jorge Achucarro, do Cerro Porteño, ou Nestor Ayala, do Tigre argentino.   No Uruguai, que chega empolgado pela goleada de 5 a 0 sobre a Bolívia no estádio Centenário, a novidade é a volta do zagueiro e capitão Diego Lugano, ex-São Paulo. Ele retorna após cumprir suspensão.   O técnico Oscar Tabárez já sabe que esquema tático mandará a campo em Assunção, mas não revelará até momentos antes do jogo para não dar pistas ao adversário. Para a partida, o treinador pensa em mudar o esquema 4-3-3 usado no último sábado por um 4-4-2 ou 3-5-2. Se fizer isso, o atacante Sebastián Abreu, ex-Grêmio, vai para o banco. Outro que tem chance de retornar é o meia Walter Gargano.   Apesar de a partida ser em Assunção, os uruguaios estão confiantes num bom resultado e pensam até numa vitória. Fora de campo, a seleção da casa conseguiu uma vitória: o Governo paraguaio anunciou que todas as partidas da seleção no país serão transmitidas ao vivo para todo o território nacional, a começar pela de amanhã.   O ministro de Esportes do país, Geladio Zelada, disse que a empresa brasileira Traffic, que detém os direitos de transmissão das partidas e havia decidido que o sinal só seria liberado após 120 quilômetros da capital Assunção, mudou de idéia e viu que a medida era necessária. Com isso, dois canais abertos passarão o confronto.   Na semana passada, a federação paraguaia avisou que a regra não poderia ser quebrada porque a entidade poderia ser processada pela empresa. Mas a atitude mudou com a intervenção do Governo, atendendo a um apoio popular.   Mesmo assim, o presidente da APF, Juan Ángel Napout, reclamou da fraca procura pelos 32 mil ingressos colocados à venda, cujos preços giram em torno de R$ 11 a R$ 57.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.