Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Elogiado por Roger, Victor Luís faz história por 'currículo' na arena

Lateral do Palmeiras se torna o único jogador do clube a ter atuado na primeira e na centésima partida do time no ano

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

09 Março 2018 | 11h00

O lateral-esquerdo Victor Luís, do Palmeiras, realizou nesta quinta-feira feitos importantes para a carreira. Apontado pelo técnico Roger Machado como um dos melhores do time na vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, pelo Campeonato Paulista, o jogador completou um feito curioso, ao ser o único do elenco a ter atuado no primeiro e no centéstimo jogo do time no Allianz Parque.

+ ESPECIAL: Cem jogos na arena

+ Tabela do Campeonato Paulista 2018

"O Victor fez uma partida quase que perfeita. Se tivesse que escolher um jogador que traduz a vitória no clássico seria o Victor", resumiu Roger Machado. O lateral foi aplaudido pelos torcedores e demonstrou força tanto no apoio como na marcação. No segundo tempo, quando o Palmeiras recuou, o jogador contribuiu com vários desarmes.

A presença de Victor Luís no primeiro e no centésimo jogo da arena, marca alcançada, inclusive, contra o São Paulo, resume parte da carreira dele. O lateral atuou em 2014 naquela derrota por 2 a 0 para o Sport, na abertura do estádio, como um atleta jovem de um time em construção. Nesta temporada, ele retornou ao clube após ficar três temporadas emprestado e assume a vaga de titular.

Victor Luís venceu a disputa com Michel Bastos e agora é titular enquanto Diogo Barbosa se recupera de lesão. Como recebeu o terceiro cartão amarelo contra o São Paulo, o jogador não vai poder enfrentar o Ituano, no domingo, mas estará liberado para atuar contra o Novorizontino, pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

Roger afirmou que a grande atuação do lateral é reflexo da participação coletiva da equipe no clássico. "Vimos um alto grau de concentração e intensidade. Claro que você não consegue pressionar o tempo inteiro, mas quando houve necessidade, todo mundo conseguiu fazer. Temos uma equipe muito técnica", disse.

Além de Victor Luís, Fernando Prass é o único remanescente do Palmeiras daquela partida de estreia da arena. O goleiro, porém, é reserva e não atuou contra o São Paulo. O técnico na ocasião da abertura do estádio era Dorival Junior, que curiosamente dirigiu o adversário da partida de número cem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.