Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Elogiado por Tite, Romarinho evolui e deve ser titular na Libertadores

Atacante sai na frente de Jorge Henrique e Emerson na briga por vaga contra o San José, quarta-feira

FÁBIO HECICO, Agência Estado

08 de abril de 2013 | 09h09

SÃO PAULO - Há duas semanas, após a vitória por 3 a 0 sobre o União Barbarense, o técnico Tite chamou a atenção de Romarinho no Corinthians. Queria mais tranquilidade e objetividade. Nada de simular pênaltis. O jovem entendeu o recado, melhorou, e agora é o favorito para ser titular diante do San José, quarta-feira, no Pacaembu, pela Libertadores.

Sem Renato Augusto e Douglas, machucados, o treinador vem improvisando no setor. Já testou Emerson, Jorge Henrique e Romarinho centralizado. Dos três, Romarinho parece estar um passo à frente após a grande apresentação diante do São Bernardo, domingo, que rendeu elogios do treinador.

"Ele vem crescendo. Fez um belo jogo. Eu sempre o chamo para conversar, corrigir posicionamento. Vi isso em campo, uma evolução, resultado dessa orientação", afirmou o técnico, feliz com o atacante.

Centralizado como faz Renato Augusto, Romarinho criou jogada, sofreu um pênalti, deu gol para Guerrero. E saiu do Pacaembu ovacionado. Tem boas chances de estar entre os titulares no estádio daqui a dois dias. Precisando de muitos gols, Tite já acena com a possibilidade de apostar na velocidade do jovem de 21 anos.

Será o reencontro dos times após a trágica morto de Kevin Espada no jogo da Bolívia, vítima de um sinalizador disparado pelos corintianos. Tite não quer criar drama sobre o reencontro e só faz um apelo. "Não quero dramatizar. Se eu pudesse apagar algo do meu passado seria aquele jogo."

Tite ainda vai aguardar a recuperação do goleiro Cássio e do lateral-esquerdo Fábio Santos, que deixou o jogo de domingo no intervalo após pancada na coxa. "O técnico só escala o jogador com liberação do departamento médico. O Fábio sentiu no final do primeiro tempo. Voltou para o segundo e observamos que ele não estava bem. Tiramos para preservá-lo. Por mais planejado que a gente seja sempre há um risco."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.