Reuters
Reuters

Em 1ª ano como técnico, Zidane é finalista de prêmio de Fifa

Francês levou Real Madrid ao título da Liga dos Campeões

O Estado de S.Paulo

02 de dezembro de 2016 | 10h05

Zinedine Zidane ainda não completou um ano como técnico de um time de elite e já está entre os três melhores do mundo. O francês, ao lado de Claudio Ranieri e Fernando Santos, foi indicado como finalista do prêmio da Fifa, nesta quinta-feira. O anúncio aconteceu no site da entidade.

Caso seja escolhido como o melhor de 2016, o treinador do Real Madrid pode ser a primeira pessoa a ser eleito o melhor como jogador e também como técnico. Quando atleta, Zidane ganhou a Bola de Ouro em 1998, 2000 e 2003. Foi ainda finalista em 1997, em 2002 (perdeu ambas para Ronaldo) e 2006 (perdeu para Fabio Cannavaro no ano de sua aposentadoria).

Logo em seu primeiro ano como treinador de elite, depois de passar pelo Real B, Zidane levou o Real Madrid ao principal título interclubes do mundo: a Liga dos Campeões. Ele ainda disputa o Mundial de Clubes, em dezembro, mas a votação já foi encerrada.

Desde que assumiu o Real Madrid, em 4 de janeiro, Zidane só perdeu dois jogos oficiais: para o Atlético de Madrid, por 1 a 0, em fevereiro, pelo Espanhol, e para o Wolfsburg, por 2 a 0, nas quartas de final da Liga - depois, fez 3 a 0 em Madri e se classificou. Em 44 jogos, são 33 vitórias.

Ele concorre contra outros dois treinadores que nunca haviam passado perto de concorrer ao prêmio de melhor do mundo. Claudio Ranieri surpreendeu o mundo ao fazer o pequeno Leicester City ganhar o título do Campeonato Inglês. Já Fernando Santos levou Portugal ao título inédito da Eurocopa.

Santos e Zidane comandam Cristiano Ronaldo, favorito a levar a Bola de Ouro de 2016. Os finalistas entre os jogadores serão anunciados às 12h pelo horário de Brasília.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.