Marcelo Sadio/Divulgação
Marcelo Sadio/Divulgação

Em 1º treino, Adilson testa Diogo Silva no gol do Vasco

Atividade é marcada por protestos de torcedores no lado de fora de São Januário

Agência Estado

30 de outubro de 2013 | 19h52

RIO - Adilson Batista mostrou energia no comando de seu primeiro treino no Vasco. Era proposital. O novo técnico cruzmaltino quer ver a mesma intensidade dos jogadores nas últimas sete partidas que separam o time do inferno ou da salvação no Campeonato Brasileiro. Gesticulando, passando orientações táticas com vigor, fazendo cobranças e observações, Batista fez vários testes na formação tida como titular. Lançou Baiano na cabeça de área, Francismar no meio e voltou com Diogo Silva para o gol.

"Chegou um ponto em que não se pode mais deixar para depois. O Adilson chegou com vontade e acredita no grupo. Nós também temos que acreditar que vamos sair dessa situação (ameaça de rebaixamento). O ânimo que ele está nos trazendo é importante. Precisamos dessa vontade", disse o lateral Fagner, que retorna ao time, com Nei suspenso para o duelo com o Coritiba, sábado, em Macaé.

Os jogadores tiveram a tranquilidade de um reforço na segurança em São Januário para treinar sem contratempos, mas a pressão da torcida do lado de fora dos muros afetou a rotina dos atletas. "Eu penso muito se vou sair para jantar com minha mulher porque não quero ouvir besteira. Ela e meu filho não são obrigados a ouvir certas coisas", reclamou Fagner. Além de Nei, outro desfalque é Sandro Silva. O volante também cumprirá suspensão automática contra os paranaenses.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoAdilson Batista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.