Em 73 anos, Palmeiras fez a festa de 12 títulos e um acesso no Pacaembu

Estádio que marca a volta do time à Série A foi palco de conquistas palmeirenses no Paulistão, Brasileirão, Robertão e Rio-SP

Diego Salgado, O Estado de S.Paulo

26 de outubro de 2013 | 19h23

SÃO PAULO - O primeiro campeão da história do Pacaembu voltou a fazer festa no estádio mais tradicional da cidade de São Paulo. Desde 1940, o Palmeiras já conquistou 12 títulos no palco do empate sem gols deste sábado sobre o São Caetano. O resultado deu ao time palmeirense o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro. A trajetória de glórias do Palmeiras no Pacaembu começou no dia 8 de dezembro de 1940, oito meses depois da inauguração do Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho. Na ocasião, o Palestra Itália de Junqueira e Echevarrieta bateu o São Paulo por 4 a 1 e levantou a taça do Paulistão. Neste sábado, o Palmeiras não conquistou o título da Série B, mas garantiu sua volta para a primeira divisão, com gosto de conquista.

Dois anos depois daquele 1940, novamente contra a equipe são-paulina, o Palmeiras conquistou um dos seus títulos mais emblemáticos: o Campeonato Paulista de 1942, o título da Arrancada Heroica. Seis dias antes da decisão diante do Tricolor, a diretoria do Palestra Itália, pressionada pelo governo brasileiro por conta da Segunda Grande Guerra, mudou o nome do clube para Sociedade Esportiva Palmeiras. Mais uma vitória sobre o rival deu o título ao time alviverde no Pacaembu. "O Palestra morre líder, e o Palmeiras nasce campeão", disse o técnico Armando Del Debbio ao término daquela partida.

1950

Outra conquista histórica foi celebrada no estádio: a do estadual de 1950. O Palmeiras saiu atrás no placar novamente diante do rival do Morumbi, ainda na primeira etapa do jogo decisivo. No intervalo, Jair, líder do time, deu uma bronca nos companheiros. No segundo tempo, Aquiles empatou o "joga da lama" e garantiu mais uma taça para o clube alviverde. Em abril de 1951, foi a vez de o Corinthians ser derrotado pelo Palmeiras no Pacaembu, na partida-desempate do Rio-São Paulo daquele ano. Com dois gols de Jair e um de Aquiles, a equipe palmeirense bateu o arquirrival por 3 a 1.

CONTRA O SANTOS DE PELÉ

No Campeonato Paulista de 1959, Palmeiras e Santos terminaram a fase de pontos corridos empatados na liderança, com 63 pontos cada. Para decidir o campeão, os times disputaram um mata-mata, numa melhor de quatro pontos. Após dois empates (1 a 1 e 2 a 2), um terceiro confronto definiu o vencedor do Paulistão. Pelé abriu o placar do jogo disputado no dia 11 de janeiro de 1960. Julinho Botelho empatou aos 41 minutos do primeiro tempo. O ponta-esquerda Romeiro, de falta, virou para o Palmeiras no começo da etapa final. O Santos de Zito, Dorval, Jair, Pagão, Pelé e Pepe acabou derrotado pelo time de Osvaldo Brandão.

Em dezembro do mesmo ano, o Palmeiras venceu o primeiro dos seus dez títulos nacionais no Pacaembu, que neste sábado tinha 33 mil palmeirenses. Goleou o Fortaleza por 8 a 2 na final na Taça Brasil. Sete anos depois, mais uma grande conquista: o Robertão. César Maluco marcou dois gols no jogo decisivo contra o Grêmio, no primeiro título nacional de Dudu e Ademir da  Guia, ambos homenageados nesta tarde na partida de acesso do time de Gilson Kleina. Em 1972, um empate sem gols deu ao Palmeiras o Paulistão contra o São Paulo na partida decisiva do campeonato disputado em pontos corridos. Com o resultado, o Palmeiras somou 37 pontos contra 36 do time tricolor.

FESTAS RECENTES

A torcida do Palmeiras esperou 21 anos para ver o time erguer mais uma taça no Estádio Paulo Machado de Carvalho. O fato deu-se no Rio-São Paulo de 1993, contra o Corinthians, dois meses depois da quebra do jejum de 17 anos sem canecos. No primeiro jogo, Edmundo garantiu a vitória palmeirense por 2 a 0. Na finalíssima, disputada no dia 7 de agosto, o Palmeiras sagrou-se campeão com um empate sem gols. Em 1994, mais um título contra o arquirrival. Com o Morumbi parcialmente interditado, a final do Campeonato Brasileiro foi disputada no Pacaembu. O time de Rivaldo, Zinho, Edmundo e Evair começou a despachar o Corinthians na primeira final, ao vencer por 3 a 1. No dia 18 de dezembro, o Palmeiras saiu perdendo - o corintiano Marques fez logo no primeiro minutos -, mas Rivaldo empatou no segundo e a equipe alviverde faturou o bicampeonato brasileiro.

No total, o Palmeiras conquistou 22 títulos no Pacaembu. E agora esse acesso para a Série A. O Palmeiras jogou no Pacaembu porque sua nova arena ainda não está pronta. A conta inclui torneios secundários disputados ao longo desses 73 anos de história no estádio. O Palmeiras venceu a Taça Cidade de São Paulo em 1940, 1946, 1948, 1950 e 1951, além do Torneio Início de 1942 e 1946. Fecham a lista o Torneio Roberto Ugolini (1959/1960) e o Laudo Natel de 1972. Já os títulos paulistas de 1944, 1966, 1974, 1976 e 1994 foram conquistados na Vila Belmiro, no Palma Travassos (Ribeirão Preto), no Morumbi, no Parque Antártica e no Bruno José Daniel (Santo André), respectivamente. O Palestra Itália também foi palco da Libertadores de 1999, da Copa Mercosul de 1998 e do Paulistão de 1996 e 2008.

No Morumbi, o Palmeiras sagrou-se três vezes campeão brasileiro, em 1972, 1973 e 1993, além de comemorar o Campeonato Paulista de 1993, a Copa do Brasil de 1998 e o Rio-SP de 2000. A Vila Belmiro também viu a conquista do Estadual de 1947.

FESTAS DO PALMEIRAS NO PACAEMBU

08/12/1940 - Palestra Itália 4 x 1 São Paulo (Campeonato Paulista)

20/09/1942 - Palmeiras 3 x 1 São Paulo (Campeonato Paulista)

28/01/1951 - Palmeiras 1 x 1 São Paulo (Campeonato Paulista de 1950)

11/04/1951 - Palmeiras 3 x 1 Corinthians (Rio-SP)

11/01/1960 - Palmeiras 2 x 1 Santos (Campeonato Paulista de 1959)

28/12/1960 - Palmeiras 8 x 2 Fortaleza (Taça Brasil)

11/12/1963 - Palmeiras 3 x 0 Noroeste (Campeonato Paulista)

23/05/1965 - Palmeiras 3 x 0 Botafogo (Rio-SP)

08/06/1967 - Palmeiras 2 x 1 Grêmio (Robertão)

03/09/1972 - Palmeiras 0 x 0 São Paulo (Campeonato Paulista)

07/08/1993 - Palmeiras 0 x 0 Corinthians (Rio-SP)

18/12/1994 - Palmeiras 1 x 1 Corinthians (Campeonato Brasileiro)

 

Tudo o que sabemos sobre:
Palmeirassérie bacessoValdivia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.