Em adeus, Sport bate vice-campeão São Paulo por 1 a 0

Em adeus, Sport bate vice-campeão São Paulo por 1 a 0

Com jogadores apáticos, equipe paulista parecia contar os minutos para o encerramento do Brasileirão e início das férias

Fernando Faro, O Estado de S.Paulo

07 de dezembro de 2014 | 19h13

Terminou com derrota a caminhada do São Paulo no Campeonato Brasileiro. Já assegurado na segunda colocação, o Tricolor foi bastante apático e acabou sucumbindo para o Sport por 1 a 0 na Arena Pernambuco. Sem nada a pleitear a não ser as férias, os adversários pareciam contar os minutos para o descanso. Mas ao menos o Sport resolveu se despedir da temporada para valer e logo aos três minutos abriu o placar com Joelinton, que recebeu bola de Renê e invadiu a área sem ser incomodado para tocar na saída de Denis, vendido no lance.

O lance daria o tom da atuação preguiçosa do vice-campeão, já pensando no complicado grupo da Libertadores. O São Paulo em nada repetiu suas atuações anteriores e foi um time lento e apático. Muricy Ramalho aproveitou para escalar um punhado de reservas e dar rodagem ao elenco até mesmo para saber com quem pode contar para a próxima temporada. A julgar pelo que foi apresentado, não são poucas as novas peças necessárias. Individualmente o time foi mal e quem teve chance não empolgou. A chance foi perdida.

Pato, por exemplo, preocupa. Seu ápice aconteceu quando Kaká desembarcou no Morumbi, mas neste domingo o camisa 11 parecia um zumbi em campo tamanho o desinteresse. Resta a dúvida sobre o que ele poderá fazer no ano que vem sem o "tutor" ao seu lado. Edson Silva empolgou alguns no início da sua série como titular e joga simples, mas mostrou na reta final que pode ser útil para compor o grupo. Auro e Ewandro, promessas de Cotia, precisarão jogar muito mais para quebrar a resistência do treinador em utilizar garotos nas suas equipes.

RESPIRO

Somente na segunda, quando Boschilia entrou, o time ganhou um pouco mais de corpo e passou a organizar mais o jogo. O meia se entendeu com Michel Bastos e Auro e deu trabalho a Magrão. Mais que vencer, era preciso ao menos mostrar disposição para Muricy.

Como não precisava dos pontos, o Tricolor não exerceu grande pressão e contou com a anuência do adversário, que tirou o pé e se deu satisfeito com a despedida com vitória. Foi nesse tom que os minutos foram transcorrendo, arrastados, até o apito final dar um ar de alívio aos espectadores, que em determinado momento devem ter se cansado do que viram na Arena Pernambuco.

O fato é que para uma partida que tinha contornos de amistoso, não dava para esperar muito além disso. Melhor para o Sport, que ao menos se despede com vitória do Brasileiro.

Para os são-paulinos, o resultado pouco importou. O time que lutou contra a queda no ano passado está reconstruído. A tendência é apenas melhorar.

FICHA TÉCNICA

SPORT 1 X 0 SÃO PAULO

SPORT - Magrão; Patric, Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Rithely, Danilo (Willian) e Diego Souza (Ananias); Mike (James Dean) e Joelinton. Técnico: Eduardo Baptista.

SÃO PAULO - Denis; Auro, Rafael Toloi, Edson Silva e Reinaldo; Souza, Denilson e Michel Bastos (Ademilson); Osvaldo (Ewandro), Alexandre Pato (Boschilia) e Alan Kardec. Técnico: Muricy Ramalho.

GOL - Joelinton, aos 3 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Wagner Reway (MT).

CARTÃO AMARELO - Oswaldo (São Paulo).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Arena Pernambuco, em Recife (PE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoSão Paulo FCSport

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.