Rodrigo Coca/ Agência Corinthians
Rodrigo Coca/ Agência Corinthians

Em alta, Cazares pede Corinthians com raça e vontade para ganhar o clássico

Equipe alvinegra entra em campo na segunda-feira para enfrentar o Palmeiras, no Allianz Parque

Redação, Estadão Conteúdo

17 de janeiro de 2021 | 15h44

O Corinthians está em grande fase no Brasileirão e o crescimento passa muito pela ótima fase do equatoriano Cazares. O camisa 10 participou de cinco dos últimos 12 gols da equipe, deixando sua marca ou dando assistência. Esbanjando confiança, ele revela a tática para o time buscar os três pontos no Allianz Parque, casa do Palmeiras, nesta segunda-feira: raça e vontade.

"A gente está feliz pela sequência de vitórias (quatro seguidas). Sabemos que clássico é um jogo diferente, a mentalidade tem de ser outra e estamos nos preparando bem", afirmou Cazares. "Temos de encarar o Palmeiras com muita raça e vontade para buscar os três pontos."

Será o 17.° jogo de Cazares pelo Corinthians. Ele chegou fora de ritmo e no começo atuava poucos minutos. Se aprimorou e agora se tornou titular absoluto. A prova vem das grandes apresentações no Brasileirão. Foram dois gols em jogos seguidos e três assistências. Já havia servido Davó contra o Inter em suas primeiras aparições. Se depender da ambição do camisa 10, os bons números permanecerão.

"Sou um cara que gosta mais das assistências, sempre falei, sempre gostei, gosto de deixar meus companheiros na cara do gol. E se não faço assistência, procuro buscar o gol", enfatizou.

A predileção, porém, parece ter sofrido uma mutação para o clássico. "Quando faço gol, fica na minha cabeça que tenho de marcar mais. Espero que possa fazer gol no clássico, que é mais lindo. Já marquei em Belo Horizonte e sei como é (pelo Atlético-MG sobre o Cruzeiro)", lembrou.

Cazares, porém, prefere pensar no coletivo. "O mais importante é o time somar os três pontos. Segunda espero que a gente esteja bem concentrado e com a mente bem forte para ganhar o clássico, que é mais importante."

O Corinthians trava disputa direta com o Fluminense por vaga à Libertadores da temporada 2021. Como o rival já ganhou na rodada e abriu quatro pontos de vantagem, um tropeço significa ficar para trás dessa disputa particular.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.