DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO
DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO

Em alta, Felipe vira homem de confiança de Tite no Corinthians

Zagueiro vive boa fase e já marcou três gols no ano

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

06 de abril de 2015 | 13h04

O zagueiro Felipe superou as desconfianças do início do ano para se tornar hoje peça importante do sistema defensivo do Corinthians. Além do bom desempenho na zaga, ele também tem aparecido bem no ataque. Felipe esteve em campo 16 vezes e marcou três gols, o último no domingo, no empate por 1 a 1 com o Santos, no Itaquerão, pela 14ª rodada do Campeonato Paulista.

"Tite sempre acreditou no meu trabalho, sempre falou para eu manter a cabeça boa porque a minha hora ia chegar. Ele saiu e continuei trabalhando com o Mano, esperando a minha chance", disse o zagueiro, que está no Corinthians desde 2012.

O zagueiro, que costuma festejar os seus gols dando um salto mortal, foi proibido por Tite de continuar com esse tipo de comemoração. Diante do Santos, por exemplo, ele deu apenas uma cambalhota no chão. "Fiz uma brincadeira, só uma roladinha para ele não ficar mais preocupado", explicou.
Felipe ganhará descanso e não enfrentará o XV de Piracicaba, quarta-feira, no encerramento da primeira fase do Campeonato Paulista. O Corinthians vai jogar com um time só de reservas. "Tite fala para a gente se recuperar, se alimentar bem e estar focado no jogo, mas o desgaste é normal. Isso vai acontecer comigo e meus companheiros", disse.
Nesta segunda-feira, Tite esboçou o time que enfrentará o XV de Piracicaba, iniciando o treinamento com a seguinte formação: Walter; Edilson, Edu Dracena, Yago e Rodrigo Sam; Cristian, Bruno Henrique e Petros; Malcom, Vagner Love e Mendoza. Depois, chegou a testar Angel Romero entre os titulares.
O Corinthians já está classificado para as quartas de final e enfrentará a Ponte Preta no próximo fim de semana no Itaquerão (data e horário ainda não confirmados pela Federação Paulista de Futebol).
Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansFelipe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.