Russell Cheyne/Reuters
Russell Cheyne/Reuters

Em alta no Rangers, Gerrard coleciona liderança, invencibilidade e goleadas

Técnico inglês quer acabar com a hegemonia do rival Celtic, que foi campeão escocês nas últimas nove edições

Pedro Ramos, O Estado de S.Paulo

12 de novembro de 2020 | 10h00

Um dos representantes da nova geração de técnicos, o inglês Steven Gerrard vive seu melhor momento à beira do campo. Sob seu comando, o Rangers lidera o Campeonato Escocês, com nove pontos a mais que o rival Celtic, e está invicto há 20 partidas. A equipe não sabe o que é derrota desde agosto, quando foi eliminado pelo Bayer Leverkusen na edição passada da Liga Europa.

Nas 14 partidas disputadas até aqui no Campeonato Escocês, o time tem o melhor ataque e a melhor defesa, com 37 gols marcados e apenas três sofridos. Na última rodada, a equipe massacrou o lanterna Hamilton por 8 a 0. O Rangers quer acabar com a hegemonia do Celtic, que foi campeão escocês nas últimas nove edições. 

Em outubro, os rivais se enfrentaram no tradicional clássico Old Firm, e a equipe de Gerrard levou a melhor, vencendo por 2 a 0. O técnico inglês minimizou a euforia da torcida após o triunfo. “(A vitória) não foi nenhuma mensagem ao Celtic. Acho que foi para nós, que viemos aqui, jogamos bem, e os jogadores fizeram o que foi pedido a eles. Ainda está muito cedo e tem muitos jogos para acontecer."

Mas não é só no Campeonato Escocês que o Rangers vive um bom momento. O time lidera o grupo D da Liga Europa, com sete pontos, mesma pontuação do vice Benfica, com duas vitórias e um empate.

Esse é o primeiro clube profissional da carreira de Steven Gerrard, que se destacou nos gramados com a camisa do Liverpool e da seleção inglesa. Em 2017, começou como técnico ao treinar o time sub-18 do próprio Liverpool e, um ano depois, foi convidado para assumir o Rangers. Como jogador, Gerrard fez história no Liverpool, onde, de 1998 e 2015, conquistou vários títulos, incluindo a Liga dos Campeões de 2005.

Na sua comissão técnica, trouxe nomes que trabalharam com ele no clube inglês, além de Michael Beale, auxiliar-técnico de Rogério Ceni no São Paulo em 2017.

Na temporada passada, o Campeonato Escocês foi interrompido antes das rodadas finais, e o Rangers ficou na segunda posição, com 13 pontos a menos que o campeão Celtic. O bom início na atual temporada faz a torcida sonhar com o fim do domínio do maior rival. Com a paralisação da data Fifa, o Rangers só volta a campo no dia 22, quando enfrenta o Aberdeen.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.