Hannibal Hanschke/Reuters
Hannibal Hanschke/Reuters

Em ascensão, Hertha Berlin vence Augsburg; Schalke sofre 4ª derrota seguida

Time conseguiu vencer mesmo sem o brasileiro Matheus Cunha, destaque da temporada que ficou fora por concussão leve

Redação, Estadão Conteúdo

30 de maio de 2020 | 14h55

Em ascensão na temporada, o Hertha Berlin derrotou o Augsburg em casa neste sábado, por 2 a 0, e chegou ao quinto jogo seguido sem perder no Campeonato Alemão, considerando também as partidas anteriores à retomada da competição após a paralisação em razão da pandemia do novo coronavírus.

O Hertha Berlin se impôs e venceu o Augsburg com segurança. Isso mesmo sem poder contar com o brasileiro Matheus Cunha. Um dos destaques da equipe, o atacante teve uma concussão leve por conta de um choque de cabeça sofrido na partida diante do RB Leipzig, na última quarta-feira, e ficou fora do confronto, seguindo o protocolo de segurança da Fifa, que determina a ausência de um jogador por pelo menos uma semana em casos de concussão.

Os gols da partida foram marcados pelo holandês Dilrosun e pelo polonês Piatek. O triunfo levou o time da capital alemã, que vive boa fase, visto que venceu três dos últimos quatro jogos, para o nono lugar, agora com 38 pontos, mais perto da zona de classificação às competições europeias. O Augsburg é o 14º, com 31 pontos.

À frente do Hertha está o Hoffenheim, que se manteve na sétima posição, indo para 42 pontos, ao derrotar o Mainz 05 fora de casa por 1 a 0. O atacante togolês Bebou anotou o gol que assegurou o triunfo, cujo diferença no placar poderia ter sido maior se o suíço Zuber não tivesse perdido um pênalti na primeira etapa. O Mainz tem 28 pontos, está na 15ª colocação e não consegue se distanciar da zona de rebaixamento.

Em outro jogo já encerrado neste sábado, o Wolfsburg perdeu a chance de abrir distância para os rivais na briga por uma vaga na Liga Europa ao ser superado em casa pelo Eintracht Frankfurt por 2 a 1.

O Wolfsburg se manteve em sexto. No entanto, parou nos 42 pontos, mesma pontuação do Hoffenheim, mas à frente por ter saldo de gols superior. O Frankfurt, que chegou à vitória com gols do português Andre Silva e do japonês Kamada, soma 32 pontos e ocupa a 12ª posição. O zagueiro suíço Mbabu fez o único gol dos donos da casa.

LADEIRA ABAIXO

O calvário do Schalke 04 parece não ter fim. O time de Gelsenkirchen foi derrotado em casa por 1 a 0 pelo Werder Bremen e amargou a quarta derrota seguida. A equipe é a única que ainda não pontuou na retomada do torneio. São dez gols sofridos e apenas um marcado em quatro rodadas.

Incluindo jogos antes do pausa pelo coronavírus, o Schalke está há 11 jogos sem vencer, na sua pior sequência na história do Campeonato Alemão em 23 anos - são quatro empates e sete derrotas desde que ganhou pela última vez, em 17 de janeiro, diante do Borussia Mönchengladbach.

Os maus resultados consecutivos deixaram o Schalke na décima posição, estacionado nos 37 pontos. O Werder Bremen respirou com o triunfo, conquistado com um golaço em chute no ângulo do meia Leonardo Bittencourt, que é filho do ex-jogador brasileiro Franklin e nasceu na Alemanha. No entanto, o time ainda está em situação muito difícil. É o vice-lanterna, com 25 pontos. Só está à frente do Paderborn.

"JUSTIÇA PARA GEORGE"

O meio-campista norte americano Weston McKennie, do Schalke, usou uma braçadeira com a frase "Justice for George" ("Justiça para George") em protesto contra a morte de George Floyd, de 46 anos, morto na última segunda-feira por asfixia após um policial ajoelhar-se sobre seu pescoço durante uma abordagem em Minneapolis, nos Estados Unidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.