Em Belém, Paysandu vira e mantém o Sampaio Corrêa na lanterna da Série B

Clube maranhense está próximo de disputar a Série C em 2017

Estadão Conteúdo

29 Outubro 2016 | 19h21

O Sampaio Corrêa bem que tentou, mas ficou ainda mais perto da terceira divisão do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, o time maranhense saiu na frente, mas levou a virada e acabou derrotado pelo Paysandu por 2 a 1, no estádio Mangueirão, em Belém, pela 33.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Restando apenas cinco jogos para o final da Série B, o Sampaio Corrêa é o lanterna com 27 pontos, oito atrás do Oeste, o primeiro fora da degola. O Paysandu, por sua vez, está tranquilo, em 14.º lugar com 43 pontos, sem chances de acesso, nem ameaçado pelo rebaixamento.

O duelo começou com uma polêmica, quando o árbitro mineiro Edson de Almeida viu um pênalti em dividida entre o goleiro Rodrigo Ramos e o atacante Leandro Cearense. Depois de muita discussão dos dois lados, o juiz voltou atrás e cancelou a marcação da penalidade para desespero da torcida anfitriã.

Logo em seguida, o time visitante aproveitou um contra-ataque para abrir o placar. Aos 12 minutos, Thiago Santos recebeu de Edgar e finalizou na saída de Emerson. Não demorou muito para que o Paysandu conseguisse empatar. Após cruzamento para área, Rivaldinho, uma das surpresas na escalação do técnico Dado Cavalcanti, testou firme e não deu chances para Rodrigo Ramos.

Enquanto os maranhenses apostavam nas jogadas individuais, o Paysandu levou perigo com Tiago Luís. O meia-atacante deixou Rivaldinho e Jonnathan em boas oportunidades para marcar, mas o duelo foi empatado para o intervalo.

Logo no começo da segunda etapa, o Paysandu tomou a frente do placar. Em contra-ataque, aos oito minutos, Leandro Cearense recebeu e finalizou cruzado, entre as pernas de Rodrigo Ramos, garantindo o triunfo para a equipe da casa.

Mesmo com a derrota, o Sampaio Corrêa foi valente e teve boa oportunidade de deixar tudo igual com Thiago Santos. Ele invadiu a área, passou por três jogadores e finalizou cruzado, mas errou o alvo, mandando para fora. Na reta final, o time maranhense tentou pressionar, mas não teve forças para furar o sistema defensivo paraense.

O Paysandu volta a campo contra o Londrina, nesta terça-feira, às 19h15, no estádio do Café, em Londrina, no interior do Paraná. No próximo sábado, o Sampaio Corrêa recebe o Joinville, às 17 horas (de Brasília), no estádio Castelão, em São Luis.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU 2 x 1 SAMPAIO CORRÊA

PAYSANDU - Emerson; Roniery, Fernando Lombardi, Pablo (Domingues) e João Lucas; Augusto Recife, Lucas (Cleyton), Jhonnatan e Tiago Luis; Leandro Cearense e Rivaldinho (Bruno Veiga). Técnico: Dado Cavalcanti.

SAMPAIO CORRÊA - Rodrigo Ramos; Éder Sciola, Luiz Otávio, Heverton e Esquerdinha; Diego Lorenzi (Guilherme Lucena), Diogo Orlando, Hiltinho (Pimentinha) e Gustavo Marmentini (Felipe Paulista); Thiago Santos e Edgar. Técnico: Flávio Araújo.

GOLS - Thiago Santos, aos 12, e Rivaldinho, aos 15 minutos do primeiro tempo; Leandro Cearense, aos 8 minutos do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO - Gustavo Marmentini (Sampaio Corrêa).

ÁRBITRO - Edson de Almeida (MG).

RENDA - R$ 111.210,00.

PÚBLICO - 14.268 pagantes.

LOCAL - Estádio do Mangueirão, em Belém (PA).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.