Erico Leonan/Divulgação
Erico Leonan/Divulgação

Em boa fase, defesa do São Paulo tenta parar Ricardo Oliveira

Com 15 gols, atacante santista é o artilheiro do Brasileirão

GONÇALO JUNIOR, O Estado de S. Paulo

08 de setembro de 2015 | 13h29

A recuperação da defesa do São Paulo ajuda a explicar a ascensão da equipe no Campeonato Brasileiro. Depois de quatro jogos sem sofrer gols, a defesa vai enfrentar um grande desafio contra o Santos, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro. Time reconhecido pelo poder ofensivo, o Santos tem o artilheiro do torneio, Ricardo Oliveira, com 15 gols. Além disso, o São Paulo terá de enfrentar um retrospecto desfavorável. Nos últimos oito jogos, perdeu cinco vezes e empatou outras três.

"O Santos tem um ótimo ataque, mas o São Paulo também. A única forma de enfrentar o Santos é atacar quando estiver com a bola. Sem a bola, temos de marcar pressão e não dar opção para contra-atacar", avaliou o meia Michel Bastos, em entrevista coletiva nesta terça-feira, no CT da Barra Funda.

A defesa deve contar com o retorno de Luiz Eduardo, recuperado de um lesão no joelho esquerdo, mas a presença de Rogério Ceni ainda não está confirmada. O goleiro treinou na manhã desta terça-feira, mas continua fazendo tratamento para uma lesão muscular na coxa direita que o tirou dos três últimos jogos da equipe. Thiago Mendes, Alexandre Pato e Wesley voltam após cumprirem suspensão. Lucão, Breno e Carlinhos treinaram separados e têm pouca chance de atuar. Rodrigo Caio (seleção olímpica), Alan Kardec e Denis (recuperando a forma física) são desfalques para o técnico Juan Carlos Osorio.

Em sua última entrevista coletiva, Osorio previu um grande jogo contra o time da Vila Belmiro, considerado pelo colombiano como o melhor ataque do futebol brasileiro. "Creio que o Santos é o melhor time do Brasil jogando no ataque. Existem outros times como Grêmio, Corinthians, Palmeiras, mas jogam diferente. Santos joga como nós, atacando, e creio que vá sem um grande jogo", disse o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.