Em boa fase, Éder Luís espera renovar com o Vasco

Quando vieram os reforços do meio de ano para o Vasco, Éder Luís era o menos badalado, o mais desprestigiado entre as vindas de Zé Roberto, Felipe e a contratação definitiva de Carlos Alberto. Hoje, é o nome mais exaltado pela torcida, artilheiro do time e grande responsável pela ascensão da equipe depois de iniciar o Brasileiro entre os últimos colocados.

AE, Agência Estado

14 de outubro de 2010 | 19h46

"No Vasco, cheguei como a contratação menos valorizada, mas procurei trabalhar sem pressão, fui crescendo e hoje tenho reconhecimento", disse o atacante, que marcou em cinco dos últimos sete jogos do time cruzmaltino.

Depois de boa passagem pelo Atlético-MG e de um período obscuro no São Paulo, o jogador foi para o Benfica, onde estava esquecido. Veio para São Januário como aposta e vingou. Os torcedores estão tão enamorados do ligeiro atacante que já fazem lobby pela sua convocação para a seleção. Éder evita o assunto, mas reconhece que vive grande fase e pede que o clube faça esforço para renovar seu empréstimo junto ao clube português.

"Estou muito feliz. Se depender de mim, vou dar meu palpite para ficar", disse Éder.

Ele é a grande esperança de gols para o confronto com o Atlético-GO, domingo, em Goiânia. O técnico Paulo Cesar Gusmão, porém, segue sem poder contar com Fágner, lesionado. A vaga na lateral-direita continua sendo de Irrazábal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.