Em Bragança, São Paulo faz jogo decisivo contra o Bragantino

Vitória no interior pode determinar a classificação do time do Morumbi com uma rodada de antecedência

Giuliano Villa Nova, O Estado de S. Paulo

29 de março de 2008 | 12h33

O duelo entre São Paulo e Bragantino é o mais importante entre os clubes desde 1991, quando decidiram o Campeonato Brasileiro - a conquista do título permitiu ao time do Morumbi vencer a Taça Libertadores pela primeira vez, no ano seguinte. O duelo das 16 horas deste domingo, no Estádio Marcelo Stéfani, em Bragança Paulista, não vale tanto, mas pode determinar a classificação do time do Morumbi - tem 32 pontos e nove vitórias - para as semifinais do Estadual com uma rodada de antecedência.  Veja também: Classificação Resultados e calendário "Não nos importamos com a situação do Bragantino no campeonato (soma apenas 25 pontos). O jogo será duro, pois eles têm um time alto, que explora muito bem o jogo aéreo", diz o técnico Muricy Ramalho, que confia na boa fase da dupla de atacantes Borges e Adriano. No alerta do treinador, o presente faz referência ao passado. Tal como na final de 17 anos atrás, a responsabilidade de vencer o duelo é do São Paulo. E mais uma vez o time do interior entra em campo para atrapalhar o rival. "Aquela equipe não tinha medo de ninguém, sabia que podia ganhar até do São Paulo", observa Marco Aurélio Cunha, superintendente de futebol do São Paulo - na época, médico do Bragantino. "Eram jogadores renegados por seus clubes de origem, principalmente Guarani e Fluminense, e que buscavam o sucesso para provar seu valor", resume. É certo que são poucas as semelhanças entre o time então liderado por Mauro Silva, Mazinho, João Santos e Gil Baiano e o elenco que hoje tenta se garantir entre os melhores do interior. Mas os são-paulinos entrarão em campo certos de que não terão vida fácil. "Enfrentaremos uma pequena guerra", opina o Muricy.  BRAGANTINOGilvan; Cris, Vanderlei e Tiago Vieira; Somália, Moradei, Tiago Matos, Léo e Paulinho; Nunes e Malaquias.Técnico: Marcelo Veiga. SÃO PAULORogério Ceni; Zé Luis, André Dias e Miranda; Joilson, Fábio Santos, Hernanes, Jorge Wagner e Richarlyson; Borges e Adriano. Técnico: Muricy Ramalho.Árbitro: Wilson Luiz Seneme.Estádio: Marcelo Stefani, em Bragança Paulista (SP)Horário: 16 horasTV: Globo e Band TRANQÜILIDADEDiminuir o número de passes errados pode ser fundamental para o Tricolor conseguir os três pontos em Bragança Paulista. Muricy também alertou seus comandados para evitarem os cruzamentos improdutivos para a área. "Precisamos ter mais tranqüilidade na posse de bola", resume o artilheiro Borges, que já anotou nove gols no Estadual. "Se tivermos um volume de jogo maior, vamos criar mais chances de gols, porque a bola vai chegar mais vezes à frente", observa o camisa 17. A presença do São Paulo desperta o interesse da torcida local e da região. A previsão é a de que os 13 mil lugares do Estádio Marcelo Stéfani estejam tomados.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCBragantinoPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.