Paulo Fernandes/Vasco
Paulo Fernandes/Vasco

Em busca da reabilitação no Brasileiro, Vasco joga contra o Avaí em Florianópolis

Zé Ricardo ainda não poderá contar com Luis Fabiano, que ainda se recupera de uma cirurgia no joelho

Fábio Grellet, Estadão Conteúdo

11 de outubro de 2017 | 08h34

Sem vencer há três rodadas no Campeonato Brasileiro, o Vasco enfrenta o Avaí, às 21h45 desta quarta-feira, no estádio da Ressacada, em Florianópolis, tentando iniciar uma sequência de vitórias que o leve do atual 10.º lugar, com 33 pontos, para o grupo de classificação à Copa Libertadores - hoje, como o Cruzeiro está em quarto, o Flamengo, em sétimo lugar e seis pontos à frente, já ingressaria na fase preliminar.

+ Após Eliminatórias, clubes partem para a reta final do Brasileiro​

Mas o Vasco não poderá contar com Luis Fabiano para vencer o Avaí. O centroavante ainda se recupera de uma cirurgia no joelho direito e só deve estar disponível para o clássico contra o Botafogo, neste sábado. "Luis Fabiano voltou a treinar no campo, mas ainda não está totalmente inserido no grupo. Já faz trabalho com parte do grupo. Vai fazer trabalho importante com jogadores que ficarão no Rio e com juniores. Vamos ver qual vai ser a evolução dele. A expectativa é de contar com ele no sábado", afirmou Zé Ricardo.

O técnico confirmou a volta de Wagner no lugar de Yago Pikachu, mas manteve o mistério quanto ao volante Andrey, que disputa uma vaga com Jean. Andrey treinou como titular ao lado de Wellington nos últimos dias, mas não teve a sua escalação garantida por Zé Ricardo. "Andrey consegue fazer bem como primeiro e segundo homem no meio. Tem boa chegada à frente, um bom nível de finalização. Ele entrou bem contra o Sport, perdeu um gol que quase nos deu a vitória. Nessa perspectiva estamos pensando em utilizá-lo", disse o técnico.

"Jean é quem mais participa nos desarmes, mas futebol é momento. Ninguém tem cadeira cativa. Em alguns momentos a gente precisa de uma saída de bola um pouco mais qualificada. Estamos fazendo trabalhos específicos com ele. Mas agora a gente prefere outra formação. Vamos jogar contra uma equipe difícil de enfrentar em casa", concluiu Zé Ricardo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.